segunda-feira, janeiro 31, 2011

Moçambique quer renegociar mega-projectos

O Governador do Banco Central de Moçambique sugeriu que o país renegociasse os seus contratos com as companhias mineiras internacionais, para ter acesso a uma fatia maior dos lucros.
Ernesto Gove alertou que as tensões sociais poderiam agravar-se, a menos que os lucros fossem repartidos por todos.
Mais acrescentou que as muitas mudanças verificadas nos últimos 15 anos tornaram os pressupostos dos acordos actuais desactualizados.
Correspondentes dizem que têm aumentado as vozes que reivindicam uma distribuição mais equilibrada dos lucros gerados pelos depósitos das minas de carvão - os maiores depósitos de reservas por explorar a nível mundial.
Mas Gove é o primeiro funcionário do Governo a propor renegociações.
Moçambique começou por temer que um aumento dos impostos poderia retrair os investidores, mas os seus recursos minerais - que incluem alumínio, gás e petróleo - conferem-lhe agora uma posição mais confortável.

Fonte: BBC para África - 31.01.2011

Egipto: UE reclama eleições livres e justas

Bruxelas - Os ministros das Relações Exteriores da União Europeia (UE) pediram hoje (segunda-feira) reformas democráticas substanciais que resultem em eleições livres e justas no Egipto.
A Europa pede às autoridades egípcias "que empreendam uma transição em calma através de um governo de união que leve a um processo autêntico de reformas democráticas substanciais", indicaram os ministros numa declaração.
Estas reformas devem levar a "eleições livres e justas", afirma o texto, reconhecendo, além disso, "as aspirações legítimas e o sofrimento da população egípcia", sublevada contra o governo do presidente Hosni Mubarak.

Fonte: Angolapress 31.01.2011

Egipto: Formação de novo governo sem muitas mudanças

Segundo Angolapress, a televisão oficial egípcia anunciou hoje (segunda-feira) a formação de um novo governo no país, citando um decreto do presidente Hosni Mubarak, sem grandes mudanças, mas com a ausência do odiado ministro do Interior Habib al-Adly ou de qualquer empresário.
O canal estatal exibiu imagens dos novos ministros na tomada de posse ao lado de Mubarak.
O novo gabinete não inclui nenhuma personalidade do mundo dos negócios, considerados próximos ao filho de Moubarak, Gamal.

Fonte: Angolapress - 31.01.2011

A União Africana é capaz de resolver a crise política da Côte d’Ivoire?

No meio de tanta contradição e pior ainda sem uso de voto, a União Africana parece mostrar ser uma organização incapaz de resolver qualquer crise política como a de Côte d’Ivoire. Ora vejamos:

1. A UA escolheu para presidente da organização, o ditador da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Nguema (aqui ). Pelo menos o Encontro Africano para a Defesa dos Direitos Humanos (RADDHO) contestou pública e oficialmente esta escolha. Ver aqui; Será Obiang Ngyema mais-valia para a União Africana?

RADDHO critica escolha de Obiang Nguema na presidência da UA

Addis Abeba, Etiópia (PANA) – O Encontro Africano para a Defesa dos Direitos Humanos (RADDHO) exprimiu, num comunicado publicado em Addis Abeba, « a sua profunda indignação » depois da designação do Presidente equato-guineense, Teodoro Obiang Nguema, como Presidente em exercício da União Africana (UA) para os próximos 12 meses.

Egípicios desafiam recolher obrigatório

Exército está a reforçar os postos de controlo à volta do Cairo
Milhares de egípcios desafiaram o recolher decretado pelas autoridades e continuaram a manifestar-se na Praça Tahrir, no centro da capital, a cidade do Cairo.
Os manifestantes dizem que vão manter a sua vigília até que o Presidente Hosni Mubarak abandone o poder.
"Ninguém tem medo do recolher obrigatório. Tivemos medo durante 30 anos mas agora não. Queremos liberdade para eleger um presidente verdadeiro que seja capaz de fazer avançar este país," dizia um manifestante.

Mais de 99% votaram pela independência do sul do Sudão

A Comissão Eleitoral do Sudão informou que 99,57% dos eleitores, que participaram do referendo sobre a secessão do sul do país, votaram a favor da independência.
Estes são os primeiros resultados completos, mas os resultados finais e oficiais do referendo realizado entre os dias 9 e 15 de janeiro devem ser divulgados em Fevereiro.

domingo, janeiro 30, 2011

A olho nu *

Por Tomas Vieira Mario

Nos últimos tempos, nomeadamente a partir do último semestre de 2010, membros do Governo (Conselho de Ministros) e titulares de cargos governamentais a outros níveis, incluindo a nível provincial, têm-se desdobrado em declarações públicas, que procuram questionar, senão mesmo, desmentir informações documentadas de outras instituições governamentais, sobre a incidência da pobreza no País.

Cabo Verde/Eleições :"Em nenhuma circunstância serei candidato a PR" - José Maria Neves

Praia - O primeiro-ministro de Cabo Verde, José Maria Neves, disse hoje (domingo), em entrevista à Lusa, que está preparado para ganhar, mas caso perca as eleições legislativas do próximo dia 06 de fevereiro, "em nenhuma circunstância" concorrerá às presidenciais de Agosto.

"Estou preparado para ganhar. Espero ganhar as eleições, mas um democrata também tem que estar preparado para as escolhas que os cidadãos fizerem.

Costa de Marfim está na ponta duma espada

Raila Odinga desabafa à imprensa, em Addis Abeba

Para o primeiro-ministro queniano, a Costa de Marfim simboliza a maior tragédia que alguma vez aconteceu em África, em que alguns concorrentes às eleições não estão dispostos a abandonar o poder quando perdem. Entretanto, a solução não deve ser importada, mas africana.

Presidente do Parlamento promete corrigir resultados de legislativas

Cairo - Os resultados das legislativas do ano passado no Egipto, denunciadas como fraudulentas pela oposição, serão "corrigidas" por conta de decisões judiciais, declarou neste domingo o presidente do Parlamento, Fathi Sorur.

Fonte: Angolapress - 30.01.2011

Reflectindo: É muito interessante esta decisão. É como o aconteceu com as eleicões presidencial de Madagáscar em 2002, as correccões foram feitas depois de manifestacões de rua.

Manifestantes em Cartum apelam à renúncia de al-Bashir

Manifestantes envolveram-se em confrontos com a polícia na capital sudanesa, Cartum, durante um protesto anti-Governo, que se acredita ter sido inspirado pelos últimos desenvolvimentos no vizinho Egipto.
Os manifestantes - maioritariamente estudantes - queixaram-se da subida dos preços dos bens alimentares e apelaram à renúncia do Presidente do país, há muito tempo no poder, Omar al-Bashir.
A polícia recorreu ao gás lacrimógeno para dispersar a multidão e deteve dezenas de pessoas.
Várias notícias avançam que centenas de estudantes marcharam pelas ruas de Omdurman.
O Presidente Bashir respondeu com o despedimento do reitor da Universidade de Cartum.

Retirado da BBC para África - 30.01.2011

Força aérea faz demonstração de força no Egipto

Dois jactos e um helicóptero sobrevoaram várias vezes, este domingo, a praça Tahrir, no centro do Cairo, onde milhares de manifestantes apelam, pelo sexto dia consecutivo, à renúncia do seu Presidente, Hosni Mubarak.

A trajectória das aeronaves militares, que sobrevoaram o local próximas do solo, foi vista como uma possível demonstração de força dos militares egípcios.Uma coluna de tanques foi igualmente enviada para a praça, de forma a perfurar a manifestação, mas foi bloqueada pelos manifestantes.

Obama deve exigir renúncia de Moubarak - opositor ElBaradei

São Paulo - O activista vencedor do Prêmio Nobel da Paz e ex-diretor da AIEA (Agência Internacional de Energia Atômica da ONU) e principal voz da oposição no Egipto Mohamed ElBaradei, disse que o presidente dos EUA Barack Obama, deve exigir publicamente a renúncia do ditador Hosni Mubarak, há 29 anos no poder.

Cabo Verde: País com desenvolvimento humano superior a países ricos

Praia - Cabo Verde ocupa o 118º lugar, em 169 países, no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e é superior a países ricos em recursos como Angola ou Nigéria e integra o grupo dos países com desenvolvimento médio, onde figuram a África do Sul, as Maldivas ou a Indonésia.

Em 2009, a população pobre foi reduzida até aos 24 por cento. Os indicadores são do relatório de 2010 do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e sustentam também eles a “máxima” que começou a ser usada nos meios diplomáticos internacionais em relação a Cabo Verde: “no resources, no problems” (“sem recursos, sem problemas”).

Manifestantes pedem mudança de regime

Argel - Milhares de pessoas protestaram neste sábado em Bejaia (250 km ao leste de Argel) e em Kabilia por "uma mudança de regime" na Argélia, obedecendo à convocação de um partido da oposição, indicaram os organizadores.
Os manifestantes responderam à chamada da Reunião pela Cultura e a Democracia (RCD), e marcharam calmamente pelas ruas de Bejaia.
"A manifestação reuniu mais de 10.000 pessoas", afirmou à Agência France Press o presidente da RCD, Said Sadi.

China bloqueia busca por "Egipto" em microblogs no país

Pequim - A China bloqueou a palavra "Egipto" das buscas em páginas de microblogs na Internet, em um sinal de que o governo do país está preocupado com a repercussão dos protestos no Oriente Médio, informou a Reuters.
De acordo com a agência, este domingo as buscas por "Egipto" em portais chineses como Sina.com e Sohu.com , serviços comparáveis ao Twitter, mostravam frases dizendo que os resultados não podiam ser encontrados ou não estavam em acordo com as regras.

ONU tenta demostrar vitória de Alassane Ouattara na Cimeira da UA

Addis Abeba, Etiópia (PANA) – O representante do Secretário-Geral das Nações Unidas para a Côte d’Ivoire, Young Jin Choi, trouxe a Addis Abeba os resultados da segunda volta da presidencial ivoiriense para provar aos chefes de Estado e de Governo dos países membros da União Africana (UA) que o escrutínio foi vencido por Alassane Ouattara, anunciou sábado à PANA uma fonte segura.

Alto Hama: A UE, com é hábito, está sempre com quem está no poder, seja ditador ou... ditador!

A União Europeia vai tentar amanhã, numa demonstração da sua mais típica hipocrisia, virar a página de Ben Ali na Tunísia, congelando os bens do clã do deposto Presidente, mas há hesitações quanto à atitude a tomar face à vaga de protestos no mundo árabe. Ler mais

Respected figures hit government response to poverty, inflation

Two respected establishment figures attacked the government on economic issues in articles in O Pais 17 January. Tomas Vieira Mario, chair of the Mozambican chapter of the regional press freedom body, MISA (Media Institute of Southern Africa), sharply criticised the government response to reports of increasing poverty by attacking the messenger. And Prakash Ratilal, president of Moza Banco and former governor of the Bank of Mozambique, says that “Mozambique, considered a country with huge land and water potential and which has received immense donor aid, has turned itself into a trading country, essentially importing consumer goods.”

AR espera contribuição russa na revisão da Constituição

A presidente da Assembleia da República (AR), Verónica Macamo, disse esperar uma contribuição da Rússia no processo de revisão da Constituição da República. Esta pretensão foi apresentada, ontem, durante um encontro de cortesia com o embaixador da Rússia em Moçambique, Andrey Kemarsky.
Para Verónica Macamo, a revisão da Constituição, em curso na Assembleia da República, deverá ser feita com análises comparativas das experiências de outros países e, desta feita, da Federação Russa.

Fonte:  O País online - 28.01.2011

Angolapress: Actualidade sobre Egipto




UA busca consenso para crise pós-eleitoral na Côte d'Ivoire

Addis-Abeba - A União Africana (UA) está em busca duma posição consensual sobre a crise pós-eleitoral na Côte d’Ivoire.
A 16ª Cimeira da UA, que inicia hoje (domingo) na Etiópia, foi antecedida de uma reunião à porta fechada do Conselho de Paz e Segurança (CPS), que seguiu à apresentação do relatório sobre a crise ivoiriense pelo Presidente burkinabé, Blaise Compaoré, não conseguiu tomar uma posição comum.

Hillary Clinton promove reunião para tratar da crise no Egipto

A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, e outros ltos funcionários do governo americano realizaram uma reunião de duas horas para avaliar o desenvolvimento da crise política no Egito, neste sábado na Casa Branca.
O presidente Barack Obama não participou da reunião. Na sexta-feira, pediu para o seu aliado egípcio Hosni Murarak não usar a violência contra os manifestantes que apelam a sua saída do poder depois de três décadas de governação.

Fonte: Angolapress - 30.01.2011

Nomeações não cessarão violência no Egipto - Mohamed El baradei

Cairo - O líder dissidente egípcio Mohamed El Baradei disse Sábado que a nomeação de um vice-presidente e de um primeiro-ministro no país não são suficientes para pôr fim à revolta contra o governo de Hosni Mubarak.
Em entrevista à rede de televisão Al Jazeera, Baradei pediu a Mubarak que deixe o país assim que possível, pelo bem do Egipto.
Mubarak nomeou sábado o seu chefe de inteligência, Omar Suleiman, para o cargo de vice-presidente, e o ministro de Aviação Civil, Ahmed Shafiq, para o posto de primeiro-ministro.
Enquanto isso, a rede de televisão CNN informou, citando autoridades ligadas à saúde, que pelo menos 31 pessoas foram mortas durante manifestações em Alexandria.
Segundo as equipes médicas, ao todo 73 pessoas morreram no Egito desde ontem e milhares estão feridas.

Fonte: Angolapress - 30.01.2011

sábado, janeiro 29, 2011

Dúvida minha

Salvador Langa escrever no Diário de um sociólogo (ver aqui) o seguinte:

"Presidentes sem problemas financeiros são mais de confiar que os que surgem de bolsos vazios."

Infelizmente Langa não deu alguns exemplos

Presidente de Portugal prescinde de vencimento e opta por pensões

Lisboa – O Presidente de Portugal, Cavaco Silva, reeleito no último domingo, decidiu prescindir, a partir de 1 de Janeiro de 2011, do seu vencimento, no valor de 6.523 euros, e optou por receber duas pensões. A decisão do Presidente surge depois da aprovação da legislação que põe fim à a cumulação de pensões com vencimentos do Estado a partir de 1 de Janeiro deste ano. Esta medida abrange todos outros profissionais que estejam a acumular pelo menos uma pensão de reforma e um salário na Função Pública. Cavaco Silva acumula duas pensões, a de professor catedrático na Universidade Nova de Lisboa e a de reformado do Banco de Portugal, que totalizam cerca de dez mil euros por mês. (R)

Fonte: O Autarca - 28.01.2011

Hosni Mubarak demite governo e promete algumas reformas

O presidente do Egito Hosni Mubarak demitiu o governo e prometeu reformas na área do emprego e da democracia, enquanto milhares de pessoas desafiaram nas ruas o recolher obrigatório ordenado para as cidades de Suez, Alexandria e para a capital Cairo. Ler mais
Fonte: RTP - 29.01.2011

Leia também:


Presidente promete democracia e demite governo

Cairo - O presidente egípcio, Hosni Mubarak, demitiu o seu gabinete ministerial e anunciou que tomará medidas para fortalecer a democracia, num discurso transmitido pela televisão na madrugada de hoje.
O novo gabinete ministerial será divulgado ainda neste sábado, disse.
Mubarak anunciou, neste discurso feito no quarto dia das manifestações contra o governo, que tomará "novas medidas" em prol da democracia.
Pelo menos 20 pessoas perderam a vida nesta sexta-feira no Egipto nos confrontos entre os manifestantes e as forças da ordem.

Fonte: Angolapress - 29.01.2011

Reflectindo: Será que isto vai acalmar os egípcios? Será que Mubarak quer ir com os seus mais aliados ao contrário do que Ben Ali fez?

Governo de Mba Obame não é Sombra?

Segundo a imprensa gabonesa e estrangeira, por exemplo aqui, André Mba Obame, líder opositor se auto-proclamou presidente do Gabão e formou governo, tendo desde então, (terça-feira à noite= se refugiado na sede do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) em Libreville.
Apesar de André Mba Obame, questionar a eleição de Ali Bongo Ondimba como presidente do Gabão desde 2009, não será que o seu governo é apenas sombra?

sexta-feira, janeiro 28, 2011

Membros da oposição se demitem da CEI

Bangui - Sete dos 30 membros da Comissão Eleitoral Independente (CEI) da República Centro - Africana, representando a oposição, demitiram-se, denunciando os "erros" na organização e desenrolar das eleições gerais de 23 de Janeiro, cujos resultados se aguardam hoje (sexta-feira)
Os membros dos partidos da oposição denunciam as "irregularidades registadas na gestão da CEI" bem como os "erros" acumulados em relação as dificuldades, e decidiram quinta-feira demitirem –se "face às graves falhas", segundo uma carta recebida pela AFP. Ler mais

Reflectindo: Após o desmoronamento do Muro de Berlim e num período curto acreditava-se em governação que passasse por sufrágio universal. No período imediato a isso registaram-se governações alternativas, por exemplo na Zâmbia, Cabo Verde, S. Tomé e Príncipe, Guiné Bissau. Mas depois, muitos partidos no poder desenvolveram um sistema de fraude que passa por comissões eleitorais e manipulação da sociedade civil para se manterem no poder.

Mubarak dissolveu o governo

Sob pressão popular, Hosni Mubarak, Presidente do Egipto é citado como tendo dissolvido o seu governo.

África instada a corrigir fraquezas eleitorais

Addis Abeba, Etiópia (PANA) – Os ministros africanos dos Negócios Estrangeiros reunidos na capital etíope, Addis Abeba, são objeto de pressão por parte dos seus parceiros estrangeiros sobre a necessidade de corrigir as fraquezas eleitorais no continente na origem do género da crise pós-eleitoral na Côte d'Ivoire.

“Gbagbo deve renunciar para o bem de África”

O antigo secretário-geral da Organização das Nações Unidas, Kofi Annan, disse esta semana que caso o presidente cessante da Costa do Marfim, Laurent Gbagbo, não abandone o poder, toda a África poderá retroceder. Annan, o ganês que mediou vários conflitos em África, disse que os resultados das eleições presidenciais de 28 de Novembro passado foram claros e quase todo o mundo concordou com o relatório da ONU, segundo o qual o antigo

ÚLTIMA HORA: “Nelson Mandela está bem”

ex-presidente sul-africano, Nelson Mandela, está "bem", de acordo com o vice-Presidente Kgalema Motlanthe, que falou à imprensa esta sexta-feira.
"Madiba está bem ... facto que deve tranquilizar a todos nós, não há necessidade de pânico"..Na conferência de imprensa havida às 12h30, o dirigente disse que a família Mandela agradece o apoio prestado pelos sul-africanos e pela comunidade internacional.
A onda de solidariedade culminou com mais de 10 mil mensagens enviadas à Fundação Mandela.

Fonte: O País online - 28.01.2011

Profissionalizar e despolitizar deve ser o lema diário das Alfândegas

Por Noé Nhantumbo

Beira (O Autarca) – Comemorar mais um dia Mundial das Alfândegas não é o mesmo que outro dia qualquer pois as Alfândegas são um das instituições governamentais de proa e estratégicas para a arrecadação de receitas para os cofres do Estado e não só. Seu trabalho complexo e muitas vezes executado em condições difíceis é de louvar e apreciar. As Alfândegas de Moçambique têm uma longa história. Se num passado recente eram o símbolo máximo da corrupção na medida em que seus funcionários eram frequentemente associados a casos de descaminho, subornos e recepção de fundos para facilitação de fugas ao fisco essa imagem mudou.

quinta-feira, janeiro 27, 2011

REFLECTINDO SOBRE O ANO SAMORA MACHEL ½

Por Gento Roque Chaleca Jr, Bruxelas

Combateremos energicamente o espírito de vitória, a auto-satisfação. Nada mais rídiculo e falso do que ouvir um camarada dizer que «tudo está bem, a situação é boa”. (Samora Machel, primeiro Presidente de Moçambique independente).

O Conselho de Ministros reunido em Dezembro último tomou a decisão de atribuir 2011 como o Ano Samora Machel, em homenagem ao 25° aniversário do desaparecimento físico de Samora Machel, primeiro Presidente de Moçambique independente e segundo Presidente da Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO).

Egipto: Presidente diz estar pronto para dialogar

Cairo - O partido do presidente egípcio, Hosni Mubarak, disse hoje estar pronto para um diálogo com os jovens que pelo terceiro dia consecutivo realizam protestos contra o governo.
Safwat El-Sherif, secretário-geral do Partido Nacional Democrático, também pediu que as forças de segurança e os manifestantes sejam moderados, durante uma manifestação marcada para ocorrer após as orações de sexta-feira.
El-Sherif, porém, não ofereceu nenhuma concessão aos manifestantes que querem a deposição do presidente.

Teodoro Obiang Nguema futuro Presidente da União Africana

Addis Abeba, Etiópia (PANA) – O chefe de Estado equato-guineense, Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, deverá ser designado Presidente em exercício da União Africana (UA) no final da 16ª cimeira da organização pan-africana prevista para 31 de janeiro em Addis Abeba, revelou à PANA uma fonte diplomática na capital etíope.
Aos 69 anos de idade, Teodoro Obiang Nguema vai suceder ao Presidente malawí, Bingu wa Mutharika, em virtude do princípio de rotação geográfica na presidência da UA.
"A presidência da União vai este ano para a África Central e tudo indica que esta parte de África escolheu o Presidente Obiang", explicou, sob anonimato, a mesma fonte.
O guia da revolução líbia, Muamar Kadafi, assumiu em 2009 a presidência da organização continental em nome da região da África do Norte.

Fonte: panapress - 27.01.2011

quarta-feira, janeiro 26, 2011

INDICIADOS REAFIRMAM TOTAL INOCÊNCIA

Escolta de estrangeiros ilegais

Encarcerados nas celas do Comando Provincial da Policia da República de Moçambique (PRM) em Nampula, os indiciados na escolta de 68 somalis foragidos do Centro de Acolhimento de Mararane reafirmam a sua total inocência nesta prática ilegal.
Segundo fonte do departamento das Relações Públicas, o assunto envolve seis membros da corporação afectos à Segunda e Quarta esquadras que, na madrugada do passado dia 19, dois dias depois da visita do vice-ministro do Interior, José Mandra, foram interpelados à frente de um camião que transportava estrangeiros em situaçao ilegal.
O Wamphula fax deslocou-se ao comando da policia para dialogar com os visados, bem como esclarecer-se do grau do seu envolvimento na matéria. Os poucos que acederam à nossa solicitação confirmam ter mantido encontro com os estrangeiros no posto de controlo de Muhala, cerca de três quilómetros da capital provincial, mas negam qualquer relação com os mesmos.
Outros entrevistados disseram ter deparado com uma carrinha com três membros da Polícia de Protecção e  um dos Serviços Provinciais de Migração que, supostamente, escoltavam o camião a partir de Maratane. Os quais acabaram, entretanto, por abandonar a viatura depois deste ter sido interceptado pelo pessoal que esteve de serviço no controlo.
Embora se tenham recusado a entrar em pormenores, A.Máquina e A. dos Santos, com 22 e 19 anos nas fileiras policiais, acreditam que o assunto poderá vir a “arrastar muita gente graúda às celas”. Wf

Fonte: Wamphula Fax – 27.01.2011

Reflectindo: será que estes polícias serão capazes de revelar os graúdos envolvidos nesta negociata?

2011: PROGNÓSTICOS SEM PROFECIAS (2)

ACENTOS NOS ASSUNTOS

Por :Eleutério Fenita

Tráfico de Pessoas: O Novo Desafio

Dizia uma das edições de semana passada do jornal 'O País, que diariamente chegam, em média, à Nampula, província do norte do país, 500 imigrantes ilegais. Nas vésperas, a estação de televisão pública STV deu conta de que mais de sessenta cidadãos bengalis teríam desembarcado no Aeroporto Internacional de Maputo com vistos de entrada em Moçambique falsos.

“Cristo e Eu, Maioria Absoluta!”

Por: Gento Roque Chaleca Jr., em Bruxelas

“Os políticos falam, a sociedade grita e a igreja ajuda.” – Pe. Amândio Painho

No dia 20 de Dezembro de 2010 o Chefe do Estado apresentou na Assembleia da República o informe anual sobre o estado geral da nação. Infelizmente não tivemos a oportunidade de analizar o informe na  devida altura, visto ter coincidido numa altura em que o Jornal O Autarca os seus colaboradores iniciavam período de férias colectivas, uma prática que tem sido tradicional neste diário. Seja como fôr, ao contrário do que alguns leitores poderão estar a pensar, a crónica de hoje não trás como ‘pano de fundo’ o informe anual do Chefe do Estado, Armando Guebuza, apresentado no dia 20 de Dezembro de 2010 na Assembleia da República. Antes, porém, de encerrar este assunto – Estado Geral da Nação – gostaria de convidar aos leitores para um desafio: colocar na balança as coisas boas e más que aconteceram em 2010 e, por via disso, tirar as devidas ilações se de facto o País está ou não no “Bom Caminho” como disse o PR. Cá entre nós, penso que o Estado Geral da Nação apresentado na penúltima semana de 2010 pelo PR reflecte a um País imaginário que não corresponde ao País real, onde tudo de mal acontece e a miséria impera. As manifestações de 1 e 3 de Setembro são a prova disso. Enfim, cada um vê aquilo que quer e pode, não fosse a verdade uma questão de escolha.Quero sim falar-vos do “Cursilho”. Não há nenhuma definição concreta do que é um Cursilho. O Cursilho não se explica, vive-se! Foi o que eu vivi no Convento de Elvas, em Portimão, de 09 a 12 de Dezembro naquele que foi o 139°H Cursilho (excepcionalmente para Homens), também conhecido por Cursos ou Movimento dos Cursilhos de Cristandade. Vivi quatro intensos dias de culto e de entrega a Deus, não havia tempo para mais nada senão rezar, rezar, rezar. Nada de telemóveis ligados, não há televisão nem rádio, é um mundo desligado do Mundo.

Polícia e manifestantes voltam a se enfrentar no Cairo e em Suez

Cairo - A polícia e manifestantes enfrentaram-se hoje (quarta-feira) no centro do Cairo e na cidade de Suez, leste da capital egípcia, no segundo dia de protestos antigovernamentais, informaram testemunhas e um jornalista da AFP.
Pelo menos 2.000 pessoas manifestaram-se pelo segundo dia consecutivo em Suez. Três manifestantes morreram em consequência dos distúrbios na véspera nesta localidade portuária, e um quarto morreu hoje por causa dos ferimentos.
No Cairo, os enfrentamentos explodiram no centro da cidade, perto do Supremo Tribunal. A polícia jogou gases lacrimogéneos contra os manifestantes que lançavam pedras.
Esta é a maior mobilização de rua contra o presidente Hosni Mubarak, desde sua chegada ao poder em 1981.

Fonte: Angolapress - 26.01.2011

Justiça emite mandato de detenção internacional contra Ben Ali e sua esposa

Tunis - A justiça tunisina lançou um mandato de detenção internacional contra o deposto presidente Zine El Abidine Ben Ali, refugiado na Arábia Saudita, assim como a sua esposa Leila Trabelsi, anunciou hoje (quarta-feira) o ministro da Justiça daquele país, Lazhar Karoui Chebbi.
O antigo presidente e sua esposa são perseguidos por "aquisição ilegal de bens mobiliários e imobiliários" e "transferências ilícitas de divisas para o exterior", precisou o ministro, durante uma conferência de imprensa.
O presidente Ben Ali fugiu a 14 de Janeiro da Tunísia, sob pressão de uma revolta popular sem precedente, e se encontra refugiado na Arábia Saudita.

UE insta autoridades da RDCongo a garantirem processo eleitoral livre e pacífico

Bruxelas, Bélgica (PANA) – A União Europeia (UE) apela às autoridades da República Democrática do Congo (RDC) a garantirem um processo eleitoral livre, regular e pacífico, respeitando a liberdade de expressão e as condições iguais para todos, soube-se de fonte oficial em Bruxelas.
A reação da UE segue-se à adopção da revisão constitucional que instaura um escrutínio presidencial com uma única volta, em vez de duas como antes, na RD Congo, de acordo com a fonte.

ACLLN e Continuadores são organizações sociais do Partido Frelimo?

Difundido pela imprensa moçambicana, aqui e aqui, Filipe Paúnde considerou a Associação dos Combatentes de Luta de Libertação Nacional (ACLLN), a Organização da Mulher Moçambicana (OMM), a Organização da Juventude Moçambicana (OJM) e a “Continuadores”, sendo organizações sociais do Partido Frelimo. Se apesar das siglas confusas é bem sabido e ficou desde há muito tempo claro que a OJM e OMM são organizações sociais da Frelimo, é para mim ainda menos claro que ACLLN e Continuadores são partidárias. E, por OMM e OJM serem organizacões partidárias, acredito que são jurídica e administrativamente ligadas ao partido Frelimo. O Tribunal Administrativo deve estar muito claro quanto a isso.
Mas será o mesmo com a ACLLN e Continuadores? ACLLN e Continuadores e o respectivo pessoal estão desvinculados do Estado Moçambicano em termos financeiros? Como actua a Continuadores nas escolas ou ACLLN entre os antigos combatentes?
Mania de cooptar organizações civis?

terça-feira, janeiro 25, 2011

UA instada a classificar tomada ilegal de poder crime internacional

Addis Abeba, Etiópia (PANA) – A União Africana (UA) deve considerar a tomada de maneira anticonstitucional do poder pelos militares e a manipulação da Constituição pelos civis para se manter no poder como crime internacional durante a Cimeira dos Chefes de Estado prevista para 30 e 31 de janeiro em Addis Abeba, na Etiópia, defendeu um grupo internacional de reflexão.

Embaixadores africanos apoiam iniciativas da Nigéria relativas à Côte d'Ivoire

Addis-Abeba, Etiópia (PANA) – Os esforços da Nigéria para obter o fogo verde da comunidade internacional para o uso da "força legítima" contra o Presidente ivoiriense cessante Laurent Gbagbo dominaram debates durante as reuniões preparatórias da cimeira dos chefes de Estado da União Africana (UA), prevista para 31 de janeiro na capital etíope, Addis Abeba. Ler mais

Presidente nigerino quer eleições justas, democráticas e credíveis no Níger

Niamey, Níger (PANA)- O chefe de Estado nigerino, o general Salou Djibo, concedeu um bilião 500 milhões de francos CFA (mais de três milhões del dólares americanos) à Comissão Eleitoral Nacional Independente (CENI) para organizar "eleições presidenciais justas, democráticas e credíveis" a 31 de janeiro próximo.
Segundo o general Djibo, a CENI deve tomar todas as disposições necessárias para garantir a organização de "eleições democráticas, credíveis e transparentes". Ler mais

CEDEAO quer apoio dos Estados Unidos e da ONU para depor Gbagbo

A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) vai enviar uma delegação aos Estados Unidos e às Nações Unidas para tentar obter o seu apoio para o uso da força para destituir o Presidente ivoiriense cessante, Laurent Gbagbo.

Registados “eleitores fantasmas” no Zimbabwe

O registo credível dos eleitores é o pré-requisito para eleições justas”

Cerca de um terço de eleitores registados no Zimbabwe são falecidos, outros ainda são bebés ou têm acima de 120 anos, conforme diz o relatório da Zimbabwe Election Support Network (ZESN), que apelou igualmente à revisão da lista eleitoral, de forma a evitar manipulações. O relatório diz ainda que as anomalias abrem espaço para “dupla-votação” e fraudes. Na sua investigação, o grupo detectou cerca de 2 344 eleitores com idades compreendidas entre 101 e 110 anos, o que considerou estranho, atendendo que a média de esperança de vida no Zimbabwe é de 44 anos. O relatório cita igualmente um legislador que descobriu que se atribuiu a mais de 500 eleitores a mesma data de nascimento, 1 de Janeiro de 1901. “o registo credível dos eleitores é o pré-requisito para eleições justas”, disse o grupo. O relatório baseia-se em entrevistas directas feitas aos eleitores e na análise das listas de 102 assembleias de voto.

Fonte: O País online - 24.01.2011

Aprofundar a Democracia Política e Económica – Desafio de 2011

Por Noé Nhantumbo

Beira (O Autarca) – Pode-se dizer muito ou pouco sobre as perspectivas para 2011 em Moçambique. Mas o principal e prioritário, quanto a nós, é todos os actores políticos e sociais se entreguem sem reservas nem desculpas ao trabalho direccionado a transformar o País numa entidade segura, respeitada e desenvolvida.
Temos a sorte de possuirmos entre nós todos os ingredientes necessários para alterar substancialmente a qualidade de vida dos moçambicanos.
É nossa firme convicção que já é tempo de abandonar a demagogia política e os jogos obscuros que teimam em persistir no seio da nossa classe política.

segunda-feira, janeiro 24, 2011

Centro de Integridade Pública defende "revisão urgente" da legislação

O Centro de Integridade Pública (CIP) de Moçambique defende a "revisão urgente" da legislação que concede direitos e regalias aos dirigentes superiores do Estado para que se paute por uma conduta de austeridade na gestão do bem público.
Em comunicado hoje (segunda-feira) divulgado, o CIP considera que "o Governo moçambicano deve, com carácter de urgência e no âmbito da reforma legal em curso, rever a legislação que concede direitos e regalias aos dirigentes superiores do Estado".

Detidos dois agentes da PRM por escoltarem 68 somalis ilegais

Outros quatro agentes da PRM encontram-se a monte, mas o Comando Provincial de Nampula garante que decorrem buscas para a sua detenção.
Dois agentes da Polícia da República de Moçambique (PRM) encontram-se detidos, desde a passada sexta-feira, nas celas do Comando Provincial de Nampula, por terem sido surpreendidos a escoltar um camião que transportava 68 cidadãos estrangeiros somalis, que tentavam sair ilegalmente do campo de refugiados de Maretane.

MDM acusa CNE de sabotar as suas candidaturas

O processo de exclusão do MDM deveu-se claramente à retirada de documentos ou de parte de documentos dos processos individuais de cada candidato”.

O líder do Movimento Democrático de Moçambique acusa a Comissão Nacional de Eleições de ter sabotado candidaturas do seu partido às eleições legislativas de 2009, retirando documentos dos processos individuais. Davis Simango, o actual presidente da Câmara Municipal da Beira, disse foi por essa razão que o MDM foi impedido de concorrer em nove círculos eleitorais.

Desenvolver Moçambique: “Pai Natal Veio de Helicóptero e Distribuíu Narcóticos”!!!

Por Jonathan McCharty

Com os eventos que abalaram a “Pérola” na parte final de 2010, veio-me aqui à memória, aquela imagem assídua de Paul Fauvet, todas as manhãs, quase uma década e meia atrás, acompanhando sua filhinha à escola, na parte mais “Polana” da Av. Eduardo Mondlane!! Aquela menininha, hoje deve ser já uma moça, se calhar até a frequentar o ensino superior!!

Faço esta observação, porque após a acusação de MBS como um “Barão da Droga”, Fauvet não deixou abalar as suas convicções sobre o assunto e publicou um artigo “sem espinhas”, revisitando a história e fazendo transpirar a inoperância e quiçá, conluio das nossas autoridades, pela forma como estamos impávida e serenamente a nos estabelecer como rota segura do narcotráfico!! “Rota segura”, porque não há e nunca houve consequências para os perpetradores!! Aliás, os defendemos, os acolhemos, lhes damos passaportes biométricos!! A atitude de Fauvet, que nada mais fez para além de reportar factos registados e nunca refutados, foi de louvar e enquadra-se naquilo que se considera “cidadania responsável”!! É por nós, nossos filhos e futuro da nossa Nação, que ninguém deve vacilar em denunciar questões cancerígenas como esta! E, ninguém pode acusar Fauvet de não ser pró-governamental, dos pés à ponta dos cabelos (apesar de muitos se terem já mandado a vida – falo de cabelos) na maioria dos seus escritos. Ler mais

UMA CULTURA SEM AMOS

Por Leonel Marcelino
Será possível uma cultura sem amos?
Como dizia Agostinho da Silva: “o mundo tem tantas possibilidades que até o impossível é possível”. Para este filósofo, a “cultura (era) tornar melhor a vida das pessoas”.
À primeira vista, todos estaremos de acordo. Se...Mas... Pois é. Metem-se pelo meio uns ses e uns mas que dão cabo de tudo. É que o conceito de “tornar melhor a vida das pessoas”, não é igual para todos. Se para uns, tornar melhor a vida das pessoas é dar-lhes mais educação, melhor saúde, melhor alimentação, melhores vias de comunicação, melhores transportes, mais justiça, emprego pleno, etc., para outros, tornar melhor a vida das pessoas será amarrá-las a preconceitos, obrigá-las a cumprir o calvário de tradições que as matam, as injustiçam, as fanatizam, as reduzem a escravidões diversas, antigas e modernas. Mas, pois é,
 mas... continuam a defender-se e a incrementar-se fundamentalismos religiosos, étnicos, políticos, ideológicos, culturais, e outros que encerram as pessoas numa cápsula de aço para além da qual não existe

Cerca de 99 porcento de Sudaneses do Sul votam por autodeterminação

Cartum, Sudão (PANA) - No total 98,81 porcento dos Sudaneses do Sul votaram pela autodeterminação do Sudão Sul, segundo os resultados provisórios publicados pela Comissão para o Referendo no Sudão Sul (SSRC).
Os resultados, que estão a ser atualizados regularmente, mostraram que a comissão tratou 100 porcento dos votos no Norte, 98,7 porcento no estrangeiro e 98,7 porcento no Sudão Sul.

Tunisinos voltam exigir demissão do novo governo

Esta é a primeira vez, desde que foi imposto o recolher obrigatório, que os manifestantes ignoram a ordem Centenas de manifestantes concentraram-se em frente ao gabinete do primeiro-ministro da Tunísia, na capital Tunis, desafiando uma ordem de recolher obrigatório.
Eles exigem a demissão do novo governo interino, que é dominado por aliados do presidente deposto, Zine al-Abidine Ben Ali. Ler mais

Fonte: BBC para África - 24.01.2011

domingo, janeiro 23, 2011

Comissão Política do MDM reforça funcionamento de suas estruturas

MDM aprova plano estratégico 2011-2014

O órgão recomenda, igualmente, mais proactividade e visibilidade dos deputados do seu partido na Assembleia da República e dos seus membros nas assembleias provinciais
Terminou, ontem, a III sessão ordinária da Comissão Política do Movimento Democrático de Moçambique (MDM). A mesma aprovou, dentre várias propostas, o plano estratégico 2011-2014, um instrumento orientador das acções do partido até à realização das eleições autárquicas de 2013, bem como gerais e das assembleias provinciais de 2014.

Agentes da migração facilitam entrada de imigrantes ilegais

Alguns agentes da corporação e dos serviços de migração são responsáveis pela entrada massiva de imigrantes ilegais no país. Esta acusação foi feita esta semana pelo porta-voz da Polícia da República de Moçambique (PRM), a nível da cidade de Maputo, Arnaldo Chefo. No entender de Chefo, não se explica que pessoas com vistos falsos consigam desembarcar no Aeroporto e que os seus respectivos processos sejam tramitados para se instalarem em Moçambique sem que haja facilitadores. Ler mais

Fonte: @Verdade - 21.01.2011

PM da Tunísia promete afastar-se do poder

O Primeiro Ministro da Tunísia prometeu deixar a política após as eleições que estão a ser agendadas depois do afastamento do Presidente Zine al-Abedine Ben Ali na semana passada.
Numa entrevista à televisão na sexta-feira, Mohammed Ghannouchi disse que vai abandonar o poder "no mais curto período de tempo possível".

Aliado-chave de Gbagbo é obrigado a afastar-se

Um grupo de Chefes de Estado da África Ocidental forçaram a demissão do governador do Banco Central da região.
Trata-se de uma medida que visa pressionar Laurent Gbagbo que se recusa a afastar do cargo de Presidente da Costa do Marfim.
Isto acontece quando a União Europeia disse que ía impôr sanções contra o governador do banco, Philippe-Henry Dacoury-Tabley.
O vencedor reconhecido internacionalmente das eleições presidenciais marfinenses realizadas no passado mês de Novembro é Alassane Ouattara.
Ouattara afirma que Gbagbo levantou centenas de milhões de dólares do banco desde que a votação teve lugar. Agora, vai ser pedido a Ouattara que escolha o novo governador do banco.

Fonte: BBC para África - 22.01.2011

Governador pró-Gbagbo do Banco Central da África Ocidental renuncia

Bamako- O governador do Banco Central dos Estados da África Ocidental (BCEAO), o marfinense Philippe-Henry Dacoury-Tabley, próximo do presidente Laurent Gbagbo, renunciou ao cargo, anunciou em comunicado divulgado este sábado em Bamako.
Dacoury-Tabley apresentou a sua demissão por iniciativa própria, segundo comunicado publicado ao fim da reunião dos dirigentes dos oito países-membros da União Económica e Monetária do Oeste da África (UEMOA), da qual o BCEAO é o banco emissor.

Ainda sobre imigração ilegal em Moçambique

A PIC descobriu os 70 imigrantes ilegais na passada quarta-feira na casa de Momad Altaf, um paquestanês, na sequência de denúncias populares. Na altura, Momad Altaf encontrava-se na casa e afirmou à estação de televisão privada, STV, que os 70 imigrantes eram seus 'melhores amigos' daí que se encontravam em sua residência. Momad Altaf, que não fala nenhuma língua moçambicana está foragido (Rádio Moçambique – 22.01.2011)

As autoridades migratórias moçambicanas retiveram, na noite do dia 18 do corrente mês, 63 indivíduos de nacionalidade bengali, por posse de vistos de entrada no país falsificados. Os mesmos chegaram ao país num voo da companhia aérea Ethiopian Airlines, que transportava na altura cerca de 200 passageiros, na sua maioria de origem asiática. Os bengalis detidos afirmavam que vinham à procura de oportunidades de negócio, e que não sabiam que os vistos na sua posse eram falsos. (O País online – 19.01.2011)

sábado, janeiro 22, 2011

Angola Press: Governo Gbagbo descredencia embaixador francês

Abidjan - O governo de Laurent Gbagbo, presidente marfinense que se nega a deixar o poder, descredenciou o embaixador francês no país este sábado, anunciou à AFP o porta-voz do governo, após o reconhecimento pela França de seu adversário, Alassane Ouattara, como presidente legítimo.
"Encerramos o credenciamento do embaixador da França na Costa do Marfim. Agora é considerado um desempregado, um cidadão francês comum, que para nós não é mais um interlocutor" válido, explicou à AFP Ahoua Don Mello, porta-voz do governo de Gbagbo, destacando que a decisão foi tomada no sábado. Ler mais

Angolapress: Polícia impede manifestação a favor da democracia

Uma tentativa de manifestação a favor da democracia, impedida pela polícia por não ter sido autorizada, deixou vários feridos, este sábado, em pleno centro de Argel, 19 segundo a polícia e 42 segundo a oposição, que organizou o movimento. ler mais

Manifestação proibida termina com mais de 40 feridos

Argel - A polícia argelina feriu 42 pessoas que pretendiam participar hoje (sábado) num protesto proibida pelo governo em Argel, informou à AFP um dos líderes da oposição, Said Sadi.
"Foram 42 feridos, dois deles gravemente. Todos foram hospitalizados", declarou à AFP por telefone Sadi, presidente do partido Assembleia pela Cultura e a Democracia (RCD).
Muitos manifestantes também foram detidos, segundo Sadi.
Depois de uma concentração diante da sede do partido, quase 300 pessoas enfrentaram dezenas de policiais.

Guillaume Soro representa Côte d'Ivoire na Cimeira da UEMOA em Bamakoi

Bamako, Mali (PANA) – A Côte d'Ivoire é representada na 15ª Cimeira da União Económica e Monetária Oeste Africana (UEMOA), que se iniciou sábado em Bamako, por Guillaume Soro, primeiro-ministro do Governo de Alassane Ouattara, constatou no local a PANA.
A presença de Soro nesta cimeira põe termo às imputações sobre a representação da Côte d’Ivoire neste encontro de alto nível sobre a crise deste país membro assolado por uma crise pós-eleitoral.
Até sexta-feira última, os boatos circulavam, desde que alguns jornais relataram que o Presidente cessante da Côte d’Ivoire, Laurent Gbagbo, disse ter sido "naturalmente" convidado á cimeira.
A chegada de Guillaume Soro à sala de conferência foi muito aplaudida, indica-se.
Além da análise do relatório anual da Comissão sobre o funcionamento da evolução da União, os chefes de Estado e de Governo desta sub-região terão de se pronunciar sobre a crise ivoiriense, o seu impacto em toda a União e sobre a implementação das obras do processo de integração do espaço comunitário.

Fonte: panapress - 22.01.2011

Kabila promulga lei sobre escrutínio presidencial a uma volta

O presidente da República Democrática do Congo (RDC), Joseph Kabila, promulgou o texto constitucional que modifica a organização das eleições presidenciais para uma única volta, com vista o escrutínio de 27 de Novembro de 2011, constestado pela oposição, soube-se hoje (sábado) de fonte oficial.
Numa declaração à televisão, o ministro congolês da Justiça Emmanuel Luzolo Bambi leu oito textos promulgados pelo chefe de Estado Joseph Kabila, dos quais o artigo 71º que estipula que o presidente é eleito à uma maioria simples dos sufrágios expressos e não mais pela maioria absoluta a segunda volta.
Esses oito artigos foram adoptados a 15 de Janeiro de 2011 pelo Parlamento durante uma sessão boicotada pela oposição que crê numa passagem forçada de Kabila, pretendente a ser candidato à sua própria sucessão.
A maioria presidencial estima ao contrário que um escrutínio a uma volta é menos onerosa e permitirá ao país evitar uma crise pós-eleitoral.

Fonte: Angolapress - 22.01.2011

Reflectindo: Como é que uma única volta em si evita crise pós-elelitoral?

Nigéria reitera sua opção militar contra Gbagbo

A ministra nigeriana dos Negócios Estrangeiros, Hajia Salamatu Suleiman, disse sexta-feira em Abuja que o uso da força se revelou inevitável para tirar do poder o Presidente cessante da Côte d’Ivoire, Laurent Gbagbo, lamentando o fracasso dos esforços diplomáticos para se resolver a crise política ivoiriense.
Falando, diante da imprensa, da audiência que o Presidente nigeriano, Goodluck Jonathan, concedeu sexta-feira, em Abuja, ao primeiro-ministro de Alassane Ouattara, Guillaume Soro, Salamatu Suleiman recordou os esforços da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) para encontrar uma saída pacífica desta crise.
Ela recordou que o Presidente em exercício da CEDEAO enviou vários emissários à Côte d'Ivoire com vista a resolver pacificamente a crise pós-eleitoral neste país, mas sem sucesso. Ler mais

Fonte: Panapress - 21.01.2010

Diálogo inter-religioso fundamental para a paz

A religião em Moçambique constitui uma grande fonte de manutenção da concórdia, segundo defendeu ontem em Maputo a pastora Felicidade Chirindza, da Igreja Presbiteriana, no debate sobre diálogo cristão/islâmico no fortalecimento da paz.

MDM cria equipa para preparar eleições

UMA equipa deverá ser criada pelo Movimento Democrático de Moçambique (MDM) com vista a preparar técnica, logística e politicamente a participação desta formação política nas eleições municipais de 2013 e nas gerais e provinciais do ano seguinte.

sexta-feira, janeiro 21, 2011

Samakuva: Soldados angolanos não devem ser "carne para canhão" a defender Gbagbo

Líder da UNITA comenta hipótese de, em caso de intervenção militar da CEDEAO, o governo angolano assumir a defesa de Lauren Gbagbo.

O presidente da UNITA disse que os soldados angolanos não devem servir de "carne para canhão" na Costa do Martim. Isaías Samakuva comentava a hipótese de, em caso de intervenção militar da CEDEAO naquele país, o governo angolano assumir a defesa de Laurent Gbagbo.

Angola é o novo eixo da crise na Costa do Marfim

José Eduardo dos Santos assertivo na defesa do regime de Laurent Gbagbo

Luanda tornou-se o centro de negociações de bastidores sobre a crise na Costa do Marfim. Um dia depois de o presidente do Benim, ter ido a Angola anunciar que mudou de ideias, o enviado da União Africana, Raila Odinga, vai também a caminho da capital Angolana. Odinga saiu hoje de Abidjan a confessando recear que as coisas na Costa do Marfim acabem mal.

Libertados todos os presos políticos na Tunísia

O governo interino da Tunísia diz ter libertado todos os presos políticos detidos durante o regime do presidente deposto Zine El-Abidine Ben Ali.
Falando na rádio pública francesa, um ministro (Ahmed Nejib Chebbi) disse que todos os detidos tinham sido postos em liberdade.
Na quinta-feira, o governo interino reuniu-se pela primeira vez e decidiu reconhecer todos os partidos políticos banidos e garantir uma manestia aos presos políticos.
O anúncio surge quando a Tunísia dá início a três dias de luto nacional pelos que morrerram na revolta popular que derrubou o presidente Ben Ali há uma semana.
O novo governo interino diz que 78 pessoas morreram nos tumultos, que estalaram em Dezembro, mas as Nações Unidas dizem que o número de mortes se eleva a cem.

Fonte: BBC para África - 21.01.2011

José Eduardo dos Santos e Obiang Nguema juntos?

José Eduardo dos Santos recebeu ontem, quinta-feira, uma mensagem do seu homólogo da Guiné Equatorial, Obiang Nguema, com o teor de reforço das relações e a necessidade de concertação política entre os dois países.
Questionado pela imprensa sobre a crise na Côte d’Ivoire, Eustáquio Nseng Esono afirmou que o seu país defende, tal como Angola, uma solução política que respeite o direito interno.


Fonte: Angolapress - 20.01.2011

quinta-feira, janeiro 20, 2011

AFINAL A QUEM PERTENCE A HISTÓRIA DA LUTA ARMADA DE LIBERTAÇÃO NACIONAL PARA SER DIVULGADA PELO GOVERNO?

CRÓNICA Por: Gento Roque Cheleca Jr., em Bruxelas
Há tantos burros mandando em homens de inteligência, que às vezes fico pensando, se a burrice não será uma ciência. Ruy Barbosa de Oliveira, político brasileiro
Foi notícia no Wamphula Fax de 12 de janeiro de 2011, edição n° 1252, página 2, sob o título “GOVERNO EMPENHADO NA DIVULGAÇÃO DA HISTÓRIA”, que me deixou tão estonteado a ponto de procrastinar para as próximas edições a crónica sobre o alvoroto popular na Tunísia. A questão da Tunísia deve ser encarada da seguinte maneira: Quando um povo é pontapeado pelos seus governantes, leve o tempo que levar, há sempre um dia em que a factura chega e paga-se muito caro. No tribunal popular (entenda-se do povo), não há espaço para complacência. O voto é substituído pelas artes marciais, porque “o povo é quem mais ordena”. Os regimes democráticos nos discursos, mas déspotas nas acções, que se acautelem porque as revoluções populares, por mais infrutíferas que sejam, são como sarnas que é transmitida ao mais pequeno toque e com o agravante de que cada regime, cada país, coça-se a si próprio.
A notícia é esta: A história e património da Luta Armada de Libertação Nacional, foi mais divulgada junto das instituições e comunidades durante o ano findo em Nampula, segundo um balanço político feito recentemente pelo executivo provincial, que para o efeito, aponta a realização de um total 226 palestras, contra 124 realizadas no ano anterior e que estão a ser promovidas em coordenação com a Direcção Provincial para os Assuntos dos Antigos Combatentes.

Angola Press: Detenção de 33 membros da família de Ben Ali

Túnis - Trinta e três membros da família do Presidente tunisino destituído Zine El Abidine Ben Ali, suspeitados de "crimes contra a Tunísia", foram presos nesses últimos dias, indicou hoje (quinta-feira) a televisão nacional, citando uma fonte oficial não identificada. Ler mais

Fonte: Angolapress - 20.01.2011

quarta-feira, janeiro 19, 2011

Kadafi critica ingerência de potências ocidentais nos assuntos africanos

Tripoli, Líbia (PANA) – O líder líbio, Muamar Kadafi, advertiu as potências ocidentais das suas ingerências nos assuntos africanos e exortou-as a respeitar o sistema de Governo escolhido pelos povos africanos.

Vilipendiou os fanfarrões ocidentais das eleições em África que estão prontos para as qualificar de manipuladas ou de irregulares, acusando a sua vontade de criar instabilidade e afirmou que as crises na Côte d'Ivoire e na Tunísia devem-se às ingerências estrangeiras.

Fracasso de mediação da UA na Côte d'Ivoire

O primeiro-ministro queniano, Raila Odinga, mediador da União Africana (UA) para a crise na Côte d'Ivoire, deixou Abidjan quarta-feira de manhã depois de três dias na capital económica ivoiriense sem obter resultados na sua missão, constatou a PANA no local.
Durante uma conferência de imprensa no aeroporto internacional Félix Houphouët-Boigny, Raila Odinga exprimiu a sua pena por constatar o "statu quo" na crise pós-eleitoral que atravessa a Côte d'Ivoire desde a segunda volta das eleições presidenciais de 28 de novembro último.
« Apesar de longas discussões mantidas segunda-feira com Laurent Gbagbo e o Presidente eleito Alassane Ouattara, que terminaram muito tarde à noite, tenho a pena de anunciar que os progressos necessários não foram alcançados», deplorou. Ler mais

Da Indignação de Edson Macuácua aos factos (2)

Monopartidarismo é melhor sistema para desenvolvimento - considera Marcelino dos Santos

O LÍDER histórico da FRELIMO, Marcelino dos Santos, voltou a defender a sua tese de que para ele, um monopartidarismo levado com seriedade pelos que o dirigem é o melhor sistema para que um país se desenvolva com maior rapidez, porque todos os habitantes do país em que esteja em vigor se concentram e se centram num e único objectivo – que no caso de Moçambique de hoje seria o desenvolvimento do país.

terça-feira, janeiro 18, 2011

Presidente e Primeiro-ministro demitidos do RCD

Tunís - O presidente tunisino interino, Foued Mebazza e o Primeiro-ministro, Mohammed Ghannouchi, foram demitidos hoje (terça-feira) da Reunificação Constitucional Democrática (RDC), o partido do presidente deposto Zine El Abidine Ben Ali, anunciou a agência oficial tunisina TAP.

Mais de 6 mil refugiados abandonam Maratane em Nampula

Mais de 6 mil refugiados de um total de 9973 que se encontravam no centro de refugiados de Maratane, na província de Nampula, abandonaram nos últimos tempos aquele local para parte incerta, segundo indica um informe dado ontem a conhecer ao Vice-Ministro do Interior, José Mandra, pelo Instituto de Apoio aos Refugiados (INAR). Os requerentes de asilo são provenientes da Somália, Etiópia e de outras nações como Mali. Os que abandonaram do centro são todos de origem somali e etíope.

Fonte: Jornal Notícias - 18.01.2011

Angolapress: Manifestações em massa contra o novo governo

Túnis - Milhares de tunisianos manifestaram-se hoje (terça-feira) em várias cidades da Tunísia contra a presença de ex-ministros do deposto presidente Ben Ali no novo governo de transição formado segunda-feira, segundo os correspondente da AFP.
Pelo menos 5.000 pessoas protestaram em Sfax (centro-oeste), centro económico do país, onde foi incendiada a monumental sede do RCD, o partido do ex-presidente Zine El Abidine Ben Ali, há alguns dias, segundo uma testemunha.

Professores de Nampula exigem colocação

O ministério da educação diz que não tem verba para os 200 professores

Em Moçambique, mais de 200 professores diplomados no ano passado pela Universidade pedagógica, estão de costas voltadas com a Direcção Provincial de Educação de Nampula. Os professores em questão são especializados no segmento do décimo segundo ano mais um, ou seja o ciclo final do ensino secundário.
Em causa está a falta de colocação no exercício das funções no presente ano lectivo devido a insuficiência orçamental no ministério de tutela.

Faizal Ibramugy a partir de Nampula com mais pormenores aqui.

Fonte: Voz da América - 18.01.2011

Ministros tunisinos demitem-se em protesto

Manifestantes reivindicam o afastamento do partido RCD

Três Ministros demitiram-se do governo de unidade nacional apenas um dia depois de ser anunciado.
Eles são membros do partido da União Geral dos Trbalhadores Tunisinos que desempenhou um papel fundamental no afastamento do antigo Presidente.
O Primeiro Ministro Mohammed Gannouchi enfureceu muitos manifestantes quando manteve vários Ministros do partido no poder , o Movimento Constitucional Democrata ou RCD.

Imigração ilegal em Moçambique é negócio

Por Eleutério Fenita

Grande maioria dos imigrantes ilegais entram em Moçambique por mar
"Eles [os mandantes e maioritariamente comerciantes somalis com estabelecimentos em Nampula] não vêm ter connosco directamente.
"Enviam alguém e fazem ofertas irrecusáveis. No meu caso ofereceram o equivalente a cerca de trezentos dólares americanos por passageiro.
É muito dinheiro!", contou em exclusivo à BBC transportador moçambicano de imigrantes ilegais.
Moçambique está a tornar-se num corredor preferencial de redes internacionais de tráfico de pessoas.
Centenas de imigrantes ilegais são todas as semanas interceptados pela polícia, mas a grande maioria, cujo destino é a Àfrica do Sul, continua a iludir as autoridades.

20 Países africanos acolhem eleições este ano

Um verdadeiro teste à democracia africana

As eleições não só vão implicar mudança das lideranças políticas, mas também têm a potencialidade de inaugurar um ciclo de instabilidade em torno dos resultados
O Sudão inaugurou o ano eleitoral em África, com um referendo de quase uma semana, que deverá fazer emergir no continente negro um novo Estado. Na mesma senda de exercícios políticos, vão seguir-se mais de 20 países africanos, dentre os quais a Nigéria, a República Centro Africana (RCA) e a República Democrática do Congo (RDC). Neste rol de países, que se inclui também a democracia mais estável de África (Cabo Verde), não só se esperam desenvolvimentos positivos, mas também múltiplos cenários negros. Países como o Zimbabwe e Madagáscar são alguns dos exemplos que fazem o continente recear uma nova onda de instabilidade, com possíveis consequências humanitárias. O arranjo político do Zimbabwe, concebido à luz do Acordo Político Global (APG) de Setembro de 2008, ainda não deu garantias da exclusão da violência em disputas eleitorais, que poderão ser assistidas. Embora num contexto diferente, o mesmo pode ser esperado do Madagáscar, onde Andry Rajoelina tem vindo a fortificar a sua liderança.

segunda-feira, janeiro 17, 2011

WikiLeaks: Assange recebe dados bancários de 2.000 ricos e famosos

O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, recebeu nesta segunda-feira de um banqueiro suíço dois CDs com detalhes das contas bancárias de 2.000 personalidades suspeitas de evasão fiscal. Rudolf Elmer, ex-executivo do Julius Baer Bank - um dos principais bancos da Suíça - disse que as informações envolvem 40 políticos, mas os nomes ainda não foram divulgados.

Tunísia: Eleições daqui a seis meses- fonte oficial

O Primeiro-ministro tunisino, Mohammed Ghannouchi anunciou hoje (segunda-feira) a organização de eleições gerais na Tunísia dentro de seis meses o mais tarde, disse nnuma declaração ao canal de televisão Al-Arabiya. Ler mais


Fonte: Angolapress - 17.01.2011

Presidente da Nigéria reafirma opção militar da CEDEAO para desalojar Gbagbo

O Presidente da Nigéria, Goodluck Jonathan, reafirmou domingo à noite em Abuja que o uso da força continua a ser uma opção da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEEAO) para tirar do poder o Presidente cessante da Côte d’Ivoire, Laurent Gbagbo, ...
Ele sublinhou que a organização regional estará feliz se resolver a crise política ivoiriense de modo pacífico, indicando que as consultas entre os dirigentes dos 15 Estados membros prosseguem.

Fonte: Panapress - 17.01.2011

Angolapress: Todos os partidos políticos serão legalizados - PM Ghannouchi

O Primeiro-ministro tunisino, Mohammed Ghannouchi, anunciou hoje (segunda-feira) que todos os partidos políticos que o solicitarem serão legalizados de imediato, durante a apresentação do novo governo da união nacional.
"Os partidos políticos et as organizações que o solicitarem, serão reconhecidos de imediato", disse Mohammed Ghannouchi.

PM cessante forma governo de união nacional

Túnis - Mohammed Ghannouchi, último primeiro-ministro do presidente deposto Ben Ali, anunciou hoje (segunda-feira) a formação de um governo de união nacional, compreendendo três chefes da oposição, mas também seis antigos ministros, encarregue de dirigir a transição, até as próximas eleições. Ler mais

Fonte: - Angolapress 17.01.2011

Prakash Ratilal: modelo económico moçambicano não é sustentável, diz ex-governador do Banco de Moçambique

O ex-governador do Banco de Moçambique Prakash Ratilal alertou hoje que o modelo económico, seguido actualmente por Moçambique, não faz crescer a economia produtiva do país de forma sustentada, nem cria emprego.
Em carta de opinião enviada aos órgãos de comunicação social moçambicanos, Prakash Ratilal, que dirigiu o banco central entre 1981 e 1986, considerou que Moçambique vive uma "grande crise" no plano da microeconomia.
"Vivemos uma grande crise no plano da microeconomia, que se arrasta há anos. A agricultura, a indústria ligeira e a agro-indústria estão a contribuir com muito pouco para o produto nacional", analisou o economista, actual presidente do Mozabanco, participado pelo português Banco Espírito Santo (BES).
Para Prakash Ratilal, o ambiente de negócios em Moçambique é caracterizado por altos custos de transacção, incluindo o preço do dinheiro, o que penaliza as pequenas e médias empresas.

Um funcionário com cinco empregos em simultâneo

Fala-se na imprensa moçambicana que lá em Quelimane, capital da Zambézia há professor de nome Momade Juízo que recebeu salários de 2010 sem ter trabalhado. No o País, ver aqui, descreve-se que o cidadão é:
Secretário provincial da organização juvenil do partido Frelimo naquele ponto do país;
Docente contratado do Instituto Industrial e Comercial 1.º de Maio, onde leccionava nos cursos diúrno e nocturno;
Funcionário efectivo da Direcção Provincial das Pescas:
Docente da Universidade Pedagógica, delegação de Quelimane;
Docente da Universidade Mussa Bin Bique.

Reflectindo: O que deve preconizar o Estatuto Geral do Funcionário do Aparelho do Estado? Se

Panapress: Marrocos e Sudão reagem aos acontecimentos da Tunísia

Marrocos solidariza-se com povo tunisino

Sudão saúda mudança na Tunísia

Kadafi e Moubarak abordam situação na Tunísia

O guia líbio, Muamar Kadafi, e o Presidente egípcio, Hosni Moubarak, analisaram, durante uma conserva telefónica, a situação política na Tunísia, vítima de instabilidade sociopolítica após manifestações populares que obrigaram o Presidente Zine el-Abidine Ben Ali a fugir do país e a exilar-se na Arábia Saudia, soube-se de fonte oficial líbia.
Esta segunda conversa entre Kadafi e Moubarak em menos de 24 horas inscreve-se na coordenação e nas consultas permanentes entre o líder líbio e o Presidente egípcio. Ler mais

Fonte: Panapress - 17.01.2011

domingo, janeiro 16, 2011

Novo modelo de formação e contratação de professores

Para exames de admissão nos institutos de formação de professores vão os graduados que tenham pelo menos a nota de 12 valores como média final na décima classe.
Serão admitidos os graduados da 12ª classe passassem a frequentar o curso de formação de professores da 10ª +1 para darem aulas no EP1 ou no EP2.
O processo de formação de professores primários é em duas fases:
• Uma é a frequência e conclusão do curso de formação de professores.
• Outra que é do recrutamento e tornar-se professor do ensino primário.
O princípio de recrutamento de professores será a partir dos graduados com a média 20 aos com média inferior.

Fonte: Jornal Notícias – 17.01.2011

Alguns comentários?

Tunísia: PM iniciou conversações com oposição

O primeiro-ministro tunisino já deu início às conversações com os partidos da oposição para preencherem o vazio político.
O porta-voz do Parlamento, Foued Mebazaa, assumiu a presidência interinamente este sábado, depois de Ben Ali ter fugido do país para a Arábia Saudita.
Mebazaa apelou à formação de um Governo de unidade, e o primeiro-ministro, Mohamed Ghannouchi, já iniciou conversações com os partidos da oposição.
Um porta-voz da oposição disse à BBC que estavam a discutir uma coligação interina com quatro partidos, entre eles o partido no poder.

Kadafi lamenta perda irreparável na Tunísia

Tripoli, Líbia (PANA) – O povo tunisino sofreu uma perda irreparável ao destruir o país empurando-o ao tormento da retogradação depois de ter trabalhado para realizar o desenvolvimento, lamentou sábado à noite o guia líbio, Muamar Kadafi.
Ele asseverou, num discurso radiodifundido e televisado, endereçado ao povo tunisino, numa primeira reação aos eventos ocorridos na Tunísia, depois de quatro semanas de manifestações sangrentas, que o Presidente tunisino Zine El Abidine Ben Ali trabalhou para promover o desenvolvimento no seu país e que concretizou importantes realizações.

Alguns artigos de Angola Press sobre Tunísia

França bloqueará bens de ex-presidente para ajudar novo governo

Turistas migram da Tunísia para os seus países

Parente do presidente morre esfaqueado

Novos dirigentes da Tunísia tentam restabelecer a ordem

Novo presidente interino promete Governo de unidade sem exclusões

Tunis - O novo presidente interino da Tunísia, Fued Mebaza, prometeu no sábado criar um Governo de "união nacional" para conduzir um processo de transição no qual ninguém será excluído, enquanto o país permanece sob tensão e com dúvidas sobre a capacidade das autoridades de controlar a situação.
Os distúrbios e saques voltaram a acontecer no sábado na capital e várias regiões, embora diversas fontes atribuam a maioria dos incidentes a milícias e partidários do regime do presidente foragido, Zine el Abidine Ben Ali, em uma tentativa de desestabilizar o processo de transição.
O Conselho Constitucional anunciou no sábado a designação do presidente do Parlamento, Fued Mebaza, como novo presidente interino do país, descartando assim qualquer possibilidade de um retorno de Ben Ali ao poder.