sexta-feira, dezembro 31, 2010

Família Frelimo Reúne-se em Nampula

(Escute o repórter Faizal Ibramugy, clicando aqui, que diz que os nampulenses não gostaram nada disto)

Presentes os primeiros secretários distritais, os representantes das bancadas nas assembleias provincial e municipais, os directores provinciais das instituições públicas, os administradores, entre outros, todos acompanhados pelas respectivas esposas.

Os piores e os melhores de 2010!

Por Lázaro Mabunda
Há um consenso generalizado de que o ano que hoje termina foi bastante difícil. Também estou de acordo. Foi difícil em vários aspectos. Creio que poucos terão saudades deste ano. Mas como o final de um ano está reservado ao balanço, pretendo, em poucas linhas, analisar os destaques deste ano na minha opinião.
Na altura, pensei que fosse o clone da Assembleia da República e do Parlamento Infantil. Porque a árvore é conhecida pelos seus frutos e hoje, reconheço que as percepções enganaram-me. Parlamento Juvenil não é nada disso, muito menos versão do Conselho Nacional da Juventude.

quinta-feira, dezembro 30, 2010

Calma e redução de preços caracterizam últimas horas do ano

Para o caso concreto da redução de preços, alguns cidadãos interpelados pela nossa equipa de reportagem associam a baixa de preços à perda de produtos, depois da festa do Natal.
Os preços são acessíveis, esta era a frase que predominava na ponta da língua de muitos cidadãos que faziam as suas últimas compras em alguns estabelecimentos comerciais da cidade de Maputo, rumo aos preparativos do cabaz do fim do ano. A situação actual, pelo menos em Maputo, é contrária ao cenário que caracterizou os preparativos da festa do Natal que, de certo modo, foi manchada pela alta do preço dos principais produtos procurados para a festa do dia da Família. Para além da subida de preços, o Natal foi caracterizado por muita lufa-lufa, algo que não se verifica neste momento, quando estamos a escassas horas do fim-de-ano de 2010.

QUE O 2011 LIVRE O PAÍS DE ‘TIRIRICAS’ E DE ‘WIKILEAKS’…

CRÓNICA

Por: Gento Roque Cheleca Jr., em Bruxelas

Cada tempo histórico possui o seu manifesto político. É preciso compreender os sinais do tempo, pois nem todas às tocas são esconderijos de ratos, ‘Andjovu’, antigo combatente da Luta de Libertação Nacional

O termómetro não pára de demonstrar por (A+B) que a febre do País, ao contrário do que disse muito recentemente o chefe do Estado, Armando Guebuza, no seu informe à Nação, é alta e requer cuidados intensivos. Não tardou muito para que a bala saísse pela culatra, ao ouvirmos que a Universidade Eduardo Mondlane (UEM) decidiu, na segunda sessão ordinária do Conselho Universitário realizada no passado dia 16 de Dezembro, agravar as taxas de propinas em mais de 400 porcento.

Aires Ali apela redução de preços na quadra festiva e Armando Inroga responde

Durante uma visita a alguns estabelecimentos comerciais da Cidade de Maputo o Primeiro-Ministro, Aires Ali, disse que os fornecedores, distribuidores e retalhistas devem passar a manter um esforço e cultura de baixar os preços dos produtos durante a quadra festiva, de modo a tornar a vida mais fácil para os cidadãos.
Por seu turno, o ministro da Indústria e Comércio, Armando Inroga, considerou que só haverá queda de preços dos produtos em todo o mercado, se houver uma capacidade para um alto nível de oferta, ou quando os revendedores e retalhistas tomarem a consciência das perdas resultantes da subida drástica dos preços.

Fonte: O País online - 30.12.2010

Piratas atacam na costa moçambicana

Um grupo de piratas tentou sem sucesso atacar dois navios mercantes ao largo da costa moçambicana na véspera e no Dia de Natal, anunciou ontem a Força Naval Europeia de Combate à Pirataria, citada pela Agência Lusa.
O petroleiro NS Africa, registado na Libéria, e o cargueiro Majestic, do Panamá, repeliram os dois ataques, que tiveram lugar a norte do Porto da Beira. Entretanto, as autoridades moçambicanas dizem estar atentas ao fenómeno e a coordenar esforços com outros países para contrariá-lo.

Fonte: Jornal Notícias - 30.12.2010

Delegação da CEDEAO volta à Côte d'Ivoire no início de Janeiro de 2011

A delegação da CEDEAO que se deslocou à Côte d'Ivoire terça-feira, deverá retornar a este país a 03 Janeiro próximo, no quadro da continuação dos esforços para encontrar um meio de tirar o país do impasse eleitoral.

Oposição exige nomeação de novo governador para província de Sofala

Questionada acumulação de funções de Carvalho Muária

Maputo (Canalmoz) – O actual vice-ministro das Obras Públicas e Habitação e governador substituto da província de Sofala, Carvalho Muária, está a acumular dois cargos incompatíveis nos termos da Constituição. Esta “flagrante violação” do que preceitua a Constituição da República no número 01 do artigo 137 está a ser questionada pelos dois partidos da oposição parlamentar. Para o MDM e para a Renamo é “inconstitucional” o facto de Muária continuar a acumular dois cargos no mesmo Governo, tanto mais que Maurício Vieira, o titular do cargo que Carvalho Muária exercia interinamente, já faleceu. A Frelimo saia em defesa do governo do seu presidente, Armando Guebuza, que acumula as funções de líder do partido no Poder com a de chefe de Estado, e alega que não há nada de errado no facto de Carvalho Muária ser simultaneamente vice-ministro e governador. Ainda que interino está há muitos meses, pelo menos há mais de meio ano, a acumular cargos que a Constituição considera taxativamente “incompatíveis”.

Partidários de Gbagbo querem liberar "quartel-general" de Ouattara

Abidjan - O líder dos jovens patriotas, Charles Blé Goudé, partidário de Laurent Gbagbo, afirmou nesta quarta-feira que vai "liberar" a partir de sábado o Golf Hotel de Abidjan, que serve de quartel-general a Alassane Ouattara.

quarta-feira, dezembro 29, 2010

OS “CAMARADAS” JÁ NÃO SATISFAZEM OU ESTÃO ESGOTADOS?

Por Noé Nhantumbo

Trata-se simplesmente de incapacidade de aproveitar as condições existentes? Pode ser tudo isso ou simplesmente uma questão de fim de estrada?... Os “camaradas” trouxeram a independência, mas também trouxeram novos cancros sócio-políticos de difícil tratamento.

Aquela pujança discursiva que até convencia multidões, com que se apresentavam “os camaradas” nos primeiros anos pós-independência está esmorecendo a uma velocidade incrível. O discurso de tantas vezes repetido perdeu sentido sobretudo quando os cidadãos aprenderam a comparar o dito com o feito.

Intelectuais contra recurso à força

Paris - Cerca de 30 intelectuais, maioritariamente africanos e franceses, apelaram hoje (quarta-feira) em carta aberta para se travar a ameaça de guerra que pesa sobre a Côte d'Ivoire, rejeitando qualquer intervenção armada nesse país em crise, um mês após as eleições presidenciais contestadas.
Esses intelectuais, entre os quais a escritora de origem camaronesa Calixthe Beyala e a maliana Aminata Dramane Traore, bem como o sociólogo suíço Jean Ziegler, o politólogo francês Michel Galy, declaram-se "profundamente convencidos de que uma intervenção militar na Côte d'Ivoire viria agravar uma situação que já é suficientemente trágica, bem como mergulharia o país e a sub-região no tormento".
O texto transmitido à AFP é também assinada por Guy Labertit, antigo delegado para África do Partido socialista francês.

Ataque a coluna da ONU causa um ferido

Abidjan - Uma coluna da missão da ONU na Côte d'Ivoire foi atacada terça-feira em Abidjan por uma "multidão" e um capacete azul ficou ferido a facadas no incidente, anunciou as Nações Unidas num comunicado.

Membros da CNE recebem novas viaturas e deputados são os próximos

Em tempo de austeridade e sem eleições

O “festival” de distribuição de viaturas é também extensivo aos deputados da Assembleia da República. Estes já escolheram as suas viaturas e deverão também recebê-las dentro em breve.
A Comissão Nacional de Eleições, CNE, acaba de receber novas viaturas destinadas aos vogais daquela instituição, que superintende os processos eleitorais no país.
As viaturas de marca Hyundai Azzera V6 foram adquiridas num momento em que o país está a observar medidas de austeridade, através de contenção de custos.

Perdão da dívida moçambicana marca a década

A década na economia nacional

Para um país em via de desenvolvimento e mergulhado em dívidas, a década começou bem. Em Abril de 2000, a comunidade internacional decidiu integrar Moçambique na Iniciativa para os Países Pobres Altamente Endividados (HIPC). Tratou-se de um projecto através do qual países pobres beneficiaram de perdões totais e parciais das suas dívidas, sobretudo com os países europeus. Neste contexto e por conta da minuta do Clube de Paris, rubricada por países europeus, nos anos seguintes, Moçambique beneficiou do perdão de dívidas de credores como Rússia, Portugal, França, Alemanha, Reino Unido, Suécia, Itália, Áustria e Espanha, para além de países americanos e africanos.

terça-feira, dezembro 28, 2010

Reunião com Laurent Gbagbo "correu bem", garante Presidente do Benim

Abidjan - Os três chefes de Estado da África Ocidental enviados a Abidjan, entre os quais o Presidente cabo-verdiano, Pedro Pires, terminaram a reunião que mantiveram hoje com o presidente cessante da Côte d'Ivoire, Laurent Gbagbo, que se recusa a entregar o poder.
Os Presidentes do Benim, Yayi Boni, da Serra Leoa, Ernest Bai Koroma, e de Cabo Verde, Pedro Pires, deixaram as instalações da Presidência ivoiriense após terem estado reunidos cerca de duas horas e meia com Laurent Gbagbo.

O Presidente Angolano Devia Convidar Laurent Gbagbo

O líder da UNITA, Isaias Samakuva, disse hoje em Luanda que o maior contributo que o Presidente angolano devia prestar à Costa do Marfim era convidar o candidato derrotado, Laurent Gbagbo a vir a Luanda onde devia a aguardar pela tomada de posse do presidente eleito naquele país.
Falando por ocasião da cerimónia de cumprimentos de fim de ano, que ocorreu numa das unidades hoteleiras de Luanda, Samakuva insurgiu-se contra qualquer ingerência da Angola nos assuntos internos da Costa do Marfim.

Quem são quadros da Frelimo?

Em Nampula decorre uma capacitação de quadros da Frelimo descrita como formação de quadros membros do partido e governo. Eis como se diz sobre os participantes:
E questiono quem são quadros da Frelimo? Esta será mais uma confirmação da partidarização das instituições públicas onde directores provinciais e adjuntos e representantes de instituicões subordinadas têm que ser necessariamente membros da Frelimo?

Fonte: Jornal Notícias - 28.12.2010

UA nomeia Primeiro-ministro queniano para tentar resolver crise na Côte d'Ivoire

A União Africana (UA) pediu hoje (segunda-feira) ao Primeiro-ministro queniano, Raila Odinga, para coordenar os esforços da organização panafricana para tentar resolver a grave crise politica na Côte d'Ivoire.

Membros da CNE presenteados com novas viaturas

Medidas de austeridade pontapeadas pelo Governo

Membros do Gabinete da Primeira-Dama viajam na classe executiva

Maputo (Canalmoz) – As medidas de austeridade anunciadas pelo Governo reunido em sessão extraordinária, no dia 7 de Setembro do ano corrente, após a revolta popular dos dias 1 e 2 do mesmo mês que se prolongou ainda pelo dia 3 de Setembro embora com menor intensidade, tem estado a ser pura e simplesmente pontapeadas pelo executivo de Armando Emílio Guebuza.

“Ainda não existe verdadeiro pluralismo político em Moçambique”

Segundo o Dom Jaime Gonçalves, Arcebispo da Beira

Para este líder religioso, o executivo deve sair do discurso para a implementação de medidas tendentes a melhorar o ambiente político-social no país.
O arcebispo da Beira, Dom Jaime Gonçalves, apelou aos governantes moçambicanos a implementarem um verdadeiro pluralismo político no país e não limitarem-se apenas a defendê-la em papéis e discursos.

segunda-feira, dezembro 27, 2010

Propinas mais caras na UEM

AS propinas na Universidade Eduardo Mondlane (UEM), em Maputo passam, a partir do próximo ano, a custar sete vezes mais para os estudantes de licenciatura daquela que é a maior e mais antiga instituição do Ensino Superior no país.
A decisão foi tomada durante a segunda sessão ordinária do Conselho Universitário realizada no passado dia 16 de Dezembro, tendo se decidido na mesma ocasião agravar, em 400 porcento, as taxas cobradas pela inscrição de cada disciplina semestral. Com efeito, a taxa de matrícula será agravada de 80 meticais (2,4 dólares norte-americanos) para 600 meticais e o valor de inscrição por cada disciplina semestral aumenta de 105 meticais para 420 meticais. Para as cadeiras anuais aplica-se o preço de 840 meticais.

Fonte: Jornal Notícias - 27.12.2010

Costa do Marfim: Comité militar da CEDEAO discute terça-feira eventual uso da força

Os comandos militares dos países da Comunidade de Estados da África Ocidental reúnem-se terça-feira em Abuja para avaliar os planos para um eventual uso da força na Costa do Marfim para afastar Laurent Gbagbo, informou fonte da CEDEAO.
Numa cimeira extraordinária realizada sexta-feira, os dirigentes da CEDEAO advertiram Gbagbo de que poderiam recorrer à força para o retirar da presidência se persistir na recusa em entregar o poder a Alassane Ouattara, reconhecido como Presidente da Costa do Marfim pela comunidade internacional.
Na reunião do comité de chefes de Estado-Maior da África Ocidental devem ser estudados os pormenores de um possível destacamento de tropas para o país, assim como questões estratégicas, táticas e logísticas de uma tal operação

Fonte: Lusa/Sapo

Intervenção provocará uma guerra- Gbagbo

Abidjan, - O presidente da Côte D'Ivoire, Laurent Gbagbo parece firme em sua posição de conservar o poder, neste domingo, reagiu à ameaça de intervenção dos países vizinhos afirmando que qualquer tentativa de derrubá-lo provocará uma guerra civil e denunciou um complô da França e dos Estados Unidos para afastá-lo do poder.

A Nação do Estado (conclusão)

INTERPRETAR A NAÇÃO

Mesmo aqui, porém, o mais fácil é gritar corrupção do que realmente procurar desenvolver uma atitude mais crítica. O que torna estas ligações perigosas (e vergonhosas) possível não é apenas a ganância individual. É um emaranhado de relações em que estamos todos envolvidos ao nível do quotidiano e que nos dizem o que realmente é moralmente correcto. Não é possível combater corrupção que seja quando o nosso sentido moral nos diz que a nossa primeira obrigação é perante os nossos amigos, familiares, correligionários,

TV Francesa Noticia Presença de Mercenários Angolanos na Costa do Marfim

O canal francês de televisão TV Monde 5 noticiou a presença de mercenários angolanos na Costa do Marfim, ao lado das tropas leais ao presidente Laurent Gbagbo. De acordo com aquela emissora, os angolanos apoiados por um contingente da Libéria, asseguram o controle do palácio presidencial assim como a protecção pessoal de Gbagbo.

domingo, dezembro 26, 2010

Comissão "Verdade, Justiça e Reconciliação" do Togo regista 18 mil 571 queixas

A Comissão "Verdade, Justiça e Reconciliação (CVJR) afirma ter registado a 17 de Dezembro de 2010, data de encerramento dos dossiers, 18 571 queixas, anunciou quarta-feira à imprensa o seu presidente, Nicodème Barrigah-Benissan.

Abandono, rejeição e adoração (2)

Culto de personalidade

Quando Verónica Macamo convidou o Chefe do Estado para dirigir-se à Nação, a bancada da Renamo retirou-se da sala. Enquanto isso, a bancada maioritária ovacionava a descida de Armando Guebuza à tribuna da magna casa.
Intitulado “Os desafios para a segurança alimentar e nutricional”, o primeiro informe do PR na presente legislatura teve o condão de ser ovacionado 19 vezes pela bancada da Frelimo. Uma média de duas ovações por página. Foi nesses intervalos que Armando Guebuza aproveitava para beber água. A primeira vez foi na nona ovação e a segunda na 16ª.
Mas a mais delirante ovação aconteceu quando Guebuza pronunciou as últimas palavras: “Muito obrigado pela vossa atenção”. Houve uma vaga de aplausos da bancada da Frelimo, com todos os deputados em pé e a acompanhar a retirada do PR do pódio. Já na tribuna de honra, Guebuza fez um gesto para que os deputados tomassem os seus lugares, mas estes insistiam em prestá-lo o culto. O PR acenou com a mão, sorrindo para os deputados. Estes responderam com alegria e intensificaram ainda mais os aplausos. Volvidos aproximadamente cinco minutos, a devoção amainou e o Armando Guebuza pôde se sentar.

Fonte: Savana in Diário de um sociólogo - 24.12.2010

Inconstitucional?

José Santos deixou um comentário muito interessante no artigo de Lázaro Mabunda com o título: O grito de Graça Machel: estão a isolar o Presidente. Eis o que ele escreve:

"É inconstitucional um membro do governo acumular funcoes com as de governador provincial. Esses cargos sao incompatíveis. Artigo 137 da CR. O PR ao nomear ministros para substituirrem governadores provinciais interinamente esta a violar a CR."

Adenda: a discussão é a respeito de Carvalho Muaria que é substituto do Governador de Sofala e em simultâneo é Vice-Ministro da Administração Estatal.

Abandono, rejeição e adoração (1)

Um informe, três posições

Por Emídio Beúla

O Presidente da República foi esta segunda-feira à Assembleia da República para informar sobre a situação geral da Nação, cumprindo com o disposto na alínea b) do artigo 159º da Constituição da República de Moçambique, conjugado com o número um do artigo 25º do Regimento do Parlamento. Armando Guebuza precisou de cerca de uma hora e meia para fazer a leitura do seu informe de 39 páginas, numa sessão solene marcada por dois episódios extraordinariamente ordinários: o abandono da sala pela bancada da Renamo ea síndrome de exaltação e culto de personalidade ao Chefe do Estado manifestada pela bancada da Frelimo.

Presidente cabo-verdiano em missão da CEDEAO na Côte d'Ivoire

Praia, Cabo Verde (PANA) - O Presidente cabo-verdiano, Pedro Pires, e os seus homólogos do Benin, Thomas Yayi Boni, e da Serra Leoa, Ernest Bai Koroma, deslocam-se na próxima terça-feira a Abidjan, capital da Côte d'Ivoire, com a missão de convencer Laurent Gbagbo, um dos dois vencedores declarados das controversas eleições presidenciais de Novembro último, a abandonar o poder, soube a PANA domingo na Praia de fonte diplomática.

Feliz Natal


Imagem retirada aqui

sábado, dezembro 25, 2010

Ex-Presidente ganense Jerry Rawlings pede "maior moderação" sobre crise ivoiriense

Accra, Gana (PANA) – O antigo Presidente do Gana, Jerry John Rawlings, apelou para "a maior moderação" na gestão da crise política na Côte d'Ivoire suscitada por uma eleição controversa ganha por dois candidatos.
No seu segundo comunicado, em três dias em Accra, sexta-feira, ele advertiu de que a situação na Côte d'Ivoire não é "uma simples querela eleitoral".
Segundo ele, é um "conjunto de complexidades políticas e étnicas" que deverão ser tratadas com " moderação e diplomacia antes de se recorrer a evocações abertas duma intervenção enérgica".

2010 – Ano de Assange e da Wikileaks?

por Noé Nhantumbo

Convenhamos que os últimos meses de 2010 foram sacudidos por revelações importantes, contundentes, diferentes, explosivas e intoxicantes. Não interessa olhar para casos isolados e relacionados com um determinado país e daí tirar conclusões sobre isto ou aquilo. O que se tornou evidente em todo o processo de revelações feitas pelo site da WikiLeaks é que a chamada diplomacia internacional, dos poderosos e a dos países emergentes, dos BRICs ou de simples países que são estados falhados na definição aceite por este dias, ditados e governados segundo processos tão insidiosos, com toda a capa de frescura, responsabilidade e dignidade de Estado, caiu por terra.

A Nação do Estado (2)

AUSÊNCIA DE SENTIDO CRÍTICO

Em várias ocasiões ao longo deste ano – mas também nos anos anteriores – concentrei a minha atenção crítica sobre os chamados críticos. Como sempre, alguns interpretaram esse meu interesse como uma forma de cair nas graças do poder. Mesmo na minha intervenção mais recente – que procurou fazer uma distinção entre o desabafo inoportuno de Jorge Rebelo e a crítica refrescante de Carlos Nuno Castel-Branco – houve quem foi ainda capaz de vislumbrar um académico lambe-botas, algo que, naturalmente, deixou de me

sexta-feira, dezembro 24, 2010

Líderes da CEDEAO com poucas opções para resolver crise ivoiriense, segundo analistas

Abuja, Nigéria (PANA) – Os líderes da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), que realizam sexta-feira a sua segunda cimeira extraordinária sobre a Côte d'Ivoire em um mês, têm poucas opções à sua disposição para pôr termo à degradação da situação neste país em crise, segundo analistas.

ECOS DO ESTADO GERAL DA NAÇÃO

Por: Gento Roque Cheleca Jr., em Bruxelas

“A vaidade pode toldar um homem, pode muito bem retorcer os seus mais sólidos princípios e, por muito humanista que esse homem se julgue, pô-lo a sonhar com a multidão da desgraça.” Joel Neto, jornalista e escritor português
Ainda nem sequer tinha jantado quando, por volta das vinte horas locais (hora de Lisboa, finalmente em Lisboa), entre a ressaca da vitória do Benfica (é assim em Portugal, quando o Benfica ganha é conversa que nunca mais se acaba, mas quando perde o cenário muda, é como se fosse luto nacional, o país pára!) e a actual crise financeira mundial que coloca Portugal de rastos, recebia de Salicuchepa (amigo dos tempos de milho amarelo e molho de carapau (era uma autêntica totobola e bênção a quem calhasse, no prato, nacos de peixe, lá para as bandas de Moatize, na província de Tete) o informe anual do Chefe do Estado apresentado esta segunda-feira à Nação.

CEDEAO rejeita compromisso com Gbagbo

Abuja - Os países da África Ocidental não desejam nenhum compromisso com o actual presidente da Côte d’Ivoire, Laurent Gbagbo, que deve deixar o poder, afirmou o chefe da diplomacia nigeriana.
"A questão do compromisso não está sobre a mesa", declarou Odein Ajumogobia à AFP em Abuja, antes de uma cimeira extraordinária da CEDEAO (Comunidade Econômica de Estados da África do Oeste, que integra 15 países) que pretende abordar a crise política da Côte d’Ivoire.

ONU confirma presença de liberianos armados em Abidjan

Abidjan- A operação das Nações Unidas na Côte d'Ivoire (ONUCI) confirmou hoje (quinta-feira) a presença de combatentes armados, falando inglês em Abidjan e afirmam que são originários da Libéria.
"Sim, nós patrulhamos e encontramos um grupo de pessoas falando inglês e dissem ser liberianos", respondeu o porta-voz da ONUCI, Hamadoun Touré, ao dando o ponto da situação do país à imprensa sobre as provas que dispõem relativamente a presença de combatentes liberianos na Côte d'Ivoire
A presidente liberiana, Ellen Johnson Sirleaf manifestou a sua inquietação quarta-feira pela presença de mercenários do seu país na Côte d'Ivoire.

A Nação do Estado (1)

Por Elísio Macamo

DO estado da Nação fala o Chefe do Estado. É sua função. Aliás, só ele é que pode dizer em que estado – ou em que estado ele gostaria que os moçambicanos pensassem que – a nação se encontra. Neste sentido, o discurso do estado da nação vale o que o nosso sistema político permite que ele valha. Pouco. Isto é, como a atribuição principal do Chefe do Estado é garantir o funcionamento do aparelho estatal, o estado da nação sobre o qual ele pode falar é o que lhe permite fazer a reportagem das suas realizações para garantir, entre outras coisas, que o favor do povo continue do seu lado. Sendo assim, a pergunta que se coloca é de se saber quem, nestas circunstâncias, pode, então, falar da nação do estado, isto é daquilo que está acima, muito acima, na verdade, da máquina estatal. A resposta a esta pergunta constitui o tema deste texto.

Crise ivoiriense em destaque na imprensa congolesa

Brazzaville, Congo (PANA) – Os jornais congoleses editados nesta semana em Brazzaville comentaram muito a crise na Côte d’Ivoire devida à recusa de Laurent Gbagbo, Presidente cessante, de ceder o poder a Alassane Ouattara, vencedor da segunda volta da presidencial ivoiriense de 28 de Novembro último, apesar dos apelos repetidos da comunidade internacional.

quinta-feira, dezembro 23, 2010

Inhambane: governador Agostinho Trinta desmente existência de bolsas de fome

O governador de Inhambane, Agostinho Trinta, refuta informações segundo as quais verificam-se bolsas de fome em alguns distritos do interior da província, a exemplo de Funhalouro, onde se reporta que a população enfrenta problemas de falta de alimentos.
Agostinho Trinta reagia aos dados que constam do relatório do Secretariado Técnico de Segurança Alimentar e Nutricional (SETSAN) dando conta de que a população de Funhalouro está a passar momentos críticos de falta de comida e precisa de apoio em produtos alimentares básicos.

Abertura da sessão especial do Conselho dos DH da ONU

Genebra - Uma sessão especial do Conselho dos direitos humanos ds ONU sobre a Côte d'Ivoire foi aberta hoje (quinta-feira) em Genebra, a pedido da Nigéria e dos Estados Unidos a fim de analisar um projecto de resolução que denuncia as "atrocidades" cometidas e apela ao "respeito da vontade do povo".

O grito de Graça Machel: estão a isolar o Presidente

Por Lázaro Mabunda

Podemos chegar à conclusão de que o isolamento a que o Chefe do Estado está, eventualmente, sujeito, reflecte a opção e o desejo do próprio Presidente. Para mim, não faz sentido manter, no poder, as pessoas que o isolam, sem que tal isolamento seja uma opção própria.

Muitos professores que leccionam no ensino secundário são primários

Segundo o ministro da Educação, Zeferino Martins

O titular da pasta de Educação reconheceu, ontem, em conferência de imprensa, que os níveis de aprovação nos exames da 10ª e 12ª classes não são animadores e diz que algo está mal.
O ministro da Educação, Zeferino Martins, reconheceu, esta quarta-feira, que no sector que dirige existem sérios problemas na gestão escolar, facto que concorre para o baixo nível de aproveitamento que se regista, sobretudo, no ensino secundário.

EUA impõem sanções ao procurador-geral do Zimbabwe

As sanções significam que os cidadãos dos EUA não podem realizar qualquer transacção com Tomana e todos os seus bens nos EUA estão congelados
O Tesouro dos EUA impôs, terça-feira, sanções contra o procurador-geral do Zimbabwe, Johannes Tomana, e diz que as acções do mesmo minam as instituições democráticas do país.
“A sua tendência em relação a oponentes políticos ameaça o estado de direito no Zimbabwe, prejudica a integridade do governo (...) e contraria a vontade do povo zimbabweano, que manifestou o seu desejo de construir uma sociedade democrática”, disse Adam Szubin, director do Gabinete do Controlo dos Activos Estrangeiros. As sanções significam que os cidadãos dos EUA não podem realizar qualquer transacção com Tomana e todos os seus bens nos EUA estão congelados. As relações entre os EUA e Zimbabwe azedaram nos últimos anos, com Washington a acusar o governo do presidente Robert Mugabe de abusos de direitos humanos e manipulação de eleições desde 2000. (Redacção)

Fonte: O País online - 23.12.2010

quarta-feira, dezembro 22, 2010

Petição sobre Thomas Sankara obtém milhares de assinaturas

Mais de cinco mil assinaturas foram recolhidas por uma petição que exige esclarecimentos sobre as circunstâncias do assassinato do antigo Presidente burkinabe, Thomas Sankara, a 15 de Outubro de 1987 em Ouagadougou, soube terça-feira a PANA junto dos promotores da iniciativa.
Numerosos partidos políticos, associações, deputados, vereadores, artistas conhecidos ou anónimos, bem como intelectuais, camponeses e funcionários assinaram o texto da petição que pede « justiça para Sankara, justiça para África ».

Revisão da Constituição: parlamento cria comissão “Ad Hoc”

O Parlamento moçambicano (AR) aprovou hoje, em Maputo, a capital do país, o projecto de resolução que cria a Comissão ‘Ad Hoc’ de Revisão da Constituição.
O facto foi possível graças ao voto maioritário da bancada parlamentar da Frelimo, a proponente, já que as duas da oposição com acento na magna casa, nomeadamente a Renamo e o Movimento Democrático de Moçambique (MDM), votaram contra.

Laurent Gbagbo convida Alassane Ouattara para diálogo na Côte d'Ivoire

Laurent Gbagbo, um dos Presidentes autoproclamados da Côte d'Ivoire, lançou terça-feira à noite um apelo para o diálogo ao seu opositor, Alassane Ouattara, para sair do impasse no qual o país está mergulhado desde a proclamação dos resultados da segunda volta das eleições presidenciais de 28 de Novembro último.
« Hoje em 2010, como ontem em 2002, 2003, 2004, 2007, apelo para o diálogo. Convido a oposição, o Senhor Ouattara, bem como a rebelião armada que o apoia », declarou Laurent Gbagbo numa declaração transmitida pela rádio e pela televisão.

terça-feira, dezembro 21, 2010

Na vizinha Suazilândia: Moçambicano multado por tráfico de moeda

Um tribunal da Suazilândia aplicou uma multa no valor de 50 mil emalangeni (cerca de sete mil dólares) ao comerciante moçambicano Akel Mohammed, por tráfico de moeda.
Segundo a Agência de informação de Moçambique (AIM), Mohammed foi detido em Janeiro 2010 no Aeroporto Internacional de Matsapa, depois de ter sido surpreendido na posse de uma soma equivalente a pouco mais de 4,5 milhões emalangeni (cerca de 661 mil dólares) não declarados.

Governo moçambicano embaraçado

Causou embaraço no regime moçambicano, em particular na ala conotada com Armando Guebuza, a divulgação pública, pela WikiLeaks, de relatórios da embaixada dos EUA em Maputo implicando vários responsáveis políticos, incluindo o próprio Presidente da República e outros, em negócios ilícitos, corrupção e narcotráfico.
O embaraço, real, mas iludido por atitudes destinadas a aparentar sentimentos diversos, é alimentado por temores como os seguintes:

Imagem dum Posto Administrativo

Na imagem está Alberto Pechico, chefe do posto administrativo de Pembe. Suponho que ele esteja na sede do respectivo posto.

Fonte: Jornal Notícias - 21.12.2010

Reflectindo: A minha curiosidade nesta imagem está no símbolo que se vê na parede do edifício. a) Não é o símbolo do tambor e da maçaroca, isto é da Frelimo?
b) Se for, a quem pertence o edifícil? Pertence à Frelimo ou ao Estado Moçambicano?
c) Se é o edifício é do Estado, porque manter-se aquele símbolo, num período fora de campanha eleitoral?
d) Mesmo se o símbolo foi colocado no período da campanha eleitoral, não foi em violação ao artigo 25, alínea b, da Lei Eleitoral 2007? 

Obs: Se estou a ver mal, minhas desculpas antecipadas.

Aliado de Gbagbo avisa 'rebeldes da ONU'

Um aliado de Laurent Gbagbo, o presidente incumbente da Costa do Marfim, avisou os soldados da força da ONU de manutenção da paz que podem ser tratados como rebeldes se continuarem no país depois de terem recebido ordens para partir.
O ministro do Interior de Gbagbo, Emile Guirieoulou, disse que "se, contra a nossa vontade, eles quiserem manter esta força no nosso país, não cooperaremos."

Lula da Silva não exclui voltar a candidatar-se à presidência

“Não posso dizer que não, porque sou vivo. Sou presidente de honra de um partido, sou um político nato, construí uma relação política extraordinária”

A menos de 15 dias de deixar a presidência, Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que poderá ser candidato novamente ao Palácio do Planalto. Numa entrevista ao programa “É Notícia”, da Rede TV, Lula respondeu se voltaria a disputar a presidência um dia: “Não posso dizer que não, porque sou vivo. Sou presidente de honra de um partido, sou um político nato, construí uma relação política extraordinária”. No entanto, Lula fez uma ressalva, “vamos trabalhar para a Dilma fazer um bom governo e, quando chegar a hora certa, a gente vê o que vai acontecer”. “O Brasil tem uma gama de líderes extraordinários. Tem a Dilma Rousseff que pode ser reeleita tranquilamente. Tem os governadores Eduardo Campos, Jaques Wagner, Sérgio Cabral. Tem a oposição do Aécio Neves. Tem o ex-governador José Serra, que diz que ainda vai fazer oposição. O que não falta é candidato.” O presidente do Brasil ainda fez reparos à política de Barack Obama, lembrou momentos “tristes” do seu governo, como as saídas de José Dirceu e Antonio Palocci, e defendeu a política económica.(Redacção)

Fonte: O País online - 21.12.2010

segunda-feira, dezembro 20, 2010

ONU estende mandato na Costa do Marfim

O Conselho de Segurança da ONU estendeu, por seis meses, o mandato da sua força de manutenção da paz na Costa do Marfim.
A decisão está a ser vista como um desafio directo a Laurent Gbagbo, o presidente-cessante que recusa admitir que perdeu as eleições realizadas no mês passado.
A ONU urgiu Gbagbo a respeitar a vontade do povo, a afastar-se do poder e a entregar a presidência a Alassane Ouattara - o homem reconhecido quase universalmente como o verdadeiro vencedor das eleições.
Laurent Gbagbo, que continua a granjear da confiança das forças armadas marfinenses, havia exigido a retirada das tropas das Nações Unidas.

UE sanciona Gbagbo e 18 outras pessoas

Bruxelas - A União europeia (UE) decidiu hoje (segunda-feira) decretar interdições de visto contra o presidente ivoiriense autoproclamado Laurent Gbagbo e 18 outras pessoas, segundo uma lista vista pela AFP.
Sanções similares foram decretadas no passado pela UE contra outros chefes de Estado africanos, como Robert Mugabe do Zimbabwe o o coronel Dadis Cmara na Guiné - Conakry .

Oposição crítica discurso "estático" do PR sobre estado da Nação

Maputo - A RENAMO e o Movimento Democrático de Moçambique (MDM) consideraram hoje "estático" e "fraco" o discurso do Presidente moçambicano sobre o estado geral da Nação, que segundo Armando Guebuza, "está no bom caminho rumo à prosperidade".
Armando Guebuza apresentou hoje o seu relatório anual ao Parlamento, onde apontou "melhorias" das condições de vida dos cidadãos nos vários domínios.

Guebuza sobre o Estado da Nação

Estado da Nação está bom

  • A segurança alimentar em Moçambique registou uma melhora notável.
  • Revolução Verde" defendido pelo governo foi para dar o salto da agricultura de subsistência para "uma abordagem integrada, sustentável, competitiva e próspera no sector agrícola, o que contribuiu para o crescimento económico de Moçambique, garantindo aumento da produção e segurança alimentar, o aumento da produtividade e aumento da produção orientada para o mercado ".
  • O petróleo e o gás, não importa as quantidades, não vão resolver os problemas da pobreza.

Fonte: Rádio Moçambique - 20.12.2010

ONU denuncia "violações massivas"

As Nações Unidas denunciaram hoje (domingo), as "violações massivas dos Direitos Humanos", que causaram mais de 50 mortos nos últimos dias na Côte D'ivoire, e rejeitou a exigência de Laurent Gbagbo de uma retirada dos capacetes azuis do país, noticiou a AFP.
Em Genebra, a Alta comissáaria para os Direitos Humanos das Nações Unidas, Navi Pillay, afirmou que a violência causou "nos últimos três dias mais de 50 mortos e mais de 200 feridos".
Até ao momento, o balanço no terreno é de 11 à 30 mortos desde quinta-feira, na sequência da violência entre simpatizantes de Laurent Gbagbo e de Alassane Ouattara, que disputam à presidência desde o escrutínio controverso de 28 de Novembro último.

Alegando ser sua propriedade OMM usurpa instalações de uma escola primária em Manica

Manica (Canalmoz) – O movimento feminino do partido Frelimo, a OMM – Organização da Mulher Moçambicana, está a caminho de se apoderar das instalações onde funciona a Escola Primária Completa de Bandula, no distrito de Manica, província do mesmo nome. A OMM alega que nas instalações onde funciona a escola, há pelo menos 18 anos, são suas e que foram “dadas emprestadas ao Governo” local.

Os Reflexos do Narcotráfico na Imagem dos Africanos

O dramático olhar dos reflexos do tráfico internacional de drogas
A relação Brasil-África quando observada pelo dramático olhar dos reflexos do tráfico internacional de drogas, sobretudo o comandado de dentro do Brasil por facções nigerianas, conta com vários aspectos negativos que atingem muito mais africanos do que os que estão ligados ao tráfico. A actividade criminosa fez acirrar outro tipo de problema: a discriminação.

Escute: aqui

Fonte: Voz da América - 17.12.2010

domingo, dezembro 19, 2010

Costa do Marfim: Ban Ki-moon Rejeita Ultimato de Gbagbo

Secretário-geral da ONU diz que a missão da ONU "vai cumprir o seu mandato"

O secretário-geral das Nações Unidas Ban Ki-moon rejeitou a exigência do presidente Laurent Gbagbo da Costa do Marfim para as forças de paz da ONU abandonarem o país.
Numa declaração Ban disse que a missão da ONU vai cumprir o seu mandato e vai continuar a monitorizar e a documentar as violações de direitos humanos, incitamentos ao ódio e violência ou ataques contra as forças de paz da ONU.
o Sábado Gbagbo deu ordens às forças de paz estrangeiras para abandonarem o país, acusando-as de apoiarem forças rebeldes que apoiam o seu rival Alassane Ouattara.

Toma posse o primeiro deputado negro da Polónia

Abraham Godson é cidadão polaco nascido e criado na Nigéria
John Abraham Godson, um cidadão polaco nascido e criado na Nigéria, tomou posse como o primeiro membro negro do parlamento da Polónia.
Godson serviu como autarca na cidade de Lodz antes de assumir o actual lugar no parlamento, deixado vago por um colega de partido após as eleições locais.
A sua entrada no parlamento polaco criou uma enorme celeuma nos meios de comunicação social do país, onde os negros constituem uma faixa muito pequena da população.

Bank of America suspende pagamentos ao Wikileaks

Um dos principais bancos dos Estados Unidos, o Bank of America, foi a última instituição financeira a anunciar a suspensão de todas as transacções destinadas ao site Wikileaks.
Uma declaração do banco justifica que a decisão se deveu ao facto de terem razões para acreditar que o Wikileaks pode estar envolvido em actividades que são inconsistentes com as políticas internas da instituição.
A Mastercard, Visa e Paypal já tinham tomado decisões semelhantes.
O Wikileaks já condenou a decisão e pediu aos seus apoiantes para fecharem todas as suas contas naquele banco.

Fonte: BBC para África - 18.12.2010

Repórteres Sem Frontreiras denunciam proibição de jornais pró-Ouattara na Côte d'Ivoire

A organização de defesa da liberdade da imprensa Repórteres Sem Fronteiras (RSF) manifestou a "sua grande preocupação" após a proibição pelo regime de Laurent Gbagbo de vários jornais favoráveis a Alassane Ouattara, um dos dois Presidentes ivoirienses proclamados na Côte d'Ivoire.
Os jornais proibidos de publicação desde sexta-feira são os diários “Le Patriote”, “Le Nouveau Réveil”, “L’expression”, “Le Mandat”, “Nord Sud Quotidien”, “Le Jour Plus” e “l’Intelligent d’Abidjan”, próximos da coligação pró-Ouattara.

Mugabe é nomeado por seu partido às presidenciais de 2011

O chefe de Estado zimbabuano, Robert Mugabe, de 86 anos, foi nomeado por unanimidade por seu partido candidato às próximas eleições presidenciais, previstas para 2011, ano rejeitado pela antiga oposição.
"A conferência elegeu por unanimidade o presidente como candidato do partido às presidenciais para as eleições gerais de 2011", segundo as deliberações da União Nacional Africana do Zimbabwe-Frente Patriótica (Zanu-PF), anunciadas no final do seu congresso anual, em Mutare (este).

Presidente da Comissão da UA não conseguiu convencer Gbagbo a demitir-se

(Presidente Laurent Gbagbo recusa demitir-se)

Malogrou-se a missão de bons ofícios que o presidente da Comissão da União Africana (UA), Jean Ping, ontem (17) realizou na Costa do Marfim, para levar o Presidente Laurent Gbagbo a demitir-se.
A resposta a uma carta que ele levou do Presidente nigeriano, Goodluck Jonathan, em nome da Comunidade dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), foi apenas: “Eu sou o único Presidente eleito”.
O gabonês Ping acabou por se ir embora ao princípio da noite de ontem, deixando em Abidjan o presidente da Comissão da CEDEAO, Victor Gbeho, que o acompanhava.

Laurent Gbagbo exige partida da ONUCI e de forças francesas

O Governo formado pelo Presidente cessante da Côte d’Ivoire, Laurent Gbagbo, pediu sábado a partida “imediata” das forças de manutenção da paz da ONU e do contingente francês desdobrado no país.

sábado, dezembro 18, 2010

Wikileaks: Presidente desviou 9 biliões de dólares do petróleo

Londres - O presidente sudanês Omar el-Bashir desviou nove biliões de dólares dos recursos de petróleo do país e o dinheiro foi depositado em bancos britânicos, segundo um telegrama diplomático americano revelado neste sábado pelo sete WikiLeaks.
O documento cita o promotor da Corte Penal Internacional (CPI), Luis Moreno Ocampo, como fonte da informação.
Segundo o magistrado argentino, citado pelo documento americano, os valores desviados pelo presidente sudanês podem alcançar nove biliões de dólares e a revelação das prácticas "poderia mudar a opinião pública sudanesa" a respeito de Bashir.

Ministro de Gbagbo defende combate contra Ouattara

Abidjan, - Um ministro e líder dos "jovens patriotas" de Laurent Gbagbo, um dos dois presidentes proclamados da Costa do Marfim, pediu neste sábado ao povo que tenha disposição para combater contra os simpatizantes de Alassane Ouattara.
"Vamos defender a dignidade e a soberania do nosso povo até a última gota do nosso suor", declarou Charles Blé Goudé, ministro da Juventude de Gbagbo.

Uma leitura desapaixonada dos Wikileaks

EDITORIAL do Savana

Os documentos confidenciais da Embaixada dos Estados Unidos em Maputo, divulgados a semana passada sobre Moçambique, oferecem uma leitura interessante, mas ao mesmo tempo intrigante sobre a situação neste país.
Trata-se de memorandos diplomáticos de rotina, enviados pelo então Encarregado de Negócios Todd Chapman, que na ausência prolongada de um embaixador, assumia as funções de chefe de missão. Chapman é um espião de carreira, e o facto de o governo dos Estados Unidos o ter mantido por tão prolongado período à frente da sua missão diplomática mostra o nível da classificação atribuída por Washington nas suas relações com Moçambique. Significa, em termos práticos, que para os Estados Unidos, Moçambique passava a assumir a classificação de um assunto de segurança, extravasando o simbolismo do excelente relacionamento político entre estados, que representa a troca de embaixadores. Esta mensagem subtil talvez não tenha sido devidamente captada em Maputo, mas os desenvolvimentos dos últimos seis meses são muito reveladores do que se passava e se pensava em Foggy Bottom sobre Moçambique.

“Não Só De Patos Vive O Homem”!

Por: Gento Roque Chaleca Jr., em Bruxelas

 “O mundo está estragado! O mundo está cheio de ladrões! A mim, furtaram-me a carta de recomendação que eu trazia para a vida. A culpa foi do porteiro da vida – que me indicou uma porta que não era a porta da minha vida.” – Aguinaldo Fonseca, poeta cabo verdiano.
Depois das revelações “bombásticas” da WikiLeaks, que pesam sobre os dois estadistas moçambicanos, respectivamente, Joaquim Chissano e Armando Guebuza, o governo moçambicano em geral e o partido Frelimo em particular ficam mais órfãos de valores morais. Já o disse noutra “atmosfera da comunicação social” (no Wamphula Fax), não sou de atirar pedras a ninguém, mas quando se está perante uma situação dessa natureza em que os 20 milhões de moçambicanos que somos corremos sérios riscos de sermos catalogados, pelo mundo fora, de filhos de drogados, há que levar o dedo à testa e reflectirmos o tipo de governantes que queremos ter e o futuro que queremos dar ao nosso belo e maravilhoso país.

Alassane Ouattara recorre ao TPI

O Governo de Alassane Ouattara, um dos dois Presidentes proclamados da Côte d'Ivoire, decidiu recorrer ao Tribunal Penal Internacional (TPI) e pedir a adaptação do mandato das forças das Nações Unidas à situação prevalecente no país, indica um comunicado da Coligação dos Houphouetistas para a Democracia e Paz (RHDP).

Moçambique, Imagem e Identidade ( 8 )

Por: Abdul Karim, Índia,
17/12/2010

Continuando a desenvolver a credibilidade e introduzindo o que no branding se chama de “Brand Associations”, que no caso de Imagem e Identidade de Moçambique poder-se ia designar de :

Associações de Credibilidade - são “parcerias” ou “acordos”, que permitem a “transferência” de credibilidade entre as “instituições” envolvidas, e essas associações podem também por sua vez, serem positivas ou negativas, conforme o desejo e estratégia de quem pretende, ou não, credibilidade.

Filiação ao partido Frelimo é pré-requisito para acesso à carreira jurídica

Caiu a máscara da Justiça Moçambicana

– constata perita das Nações Unidas que esteve em Moçambique a avaliar a independência do sector da Justiça, relativamente ao poder político “Desejo insistir na necessidade da imparcialidade e transparência das decisões judiciais, que devem basear-se sempre em factos e estar de acordo com a lei, sem influências, aliciamentos, pressões, ameaças ou interferências directas ou indirectas indevidas” - juíza Gabriela Knaul

sexta-feira, dezembro 17, 2010

SG da ONU afirma que tornar Gbagbo presidente seria "burlar a democracia"

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, disse hoje (sexta-feira) que permitir a Laurent Gbagbo continuar na presidência da Côte d'Ivoire seria "burlar a democracia", e advertiu contra a possibilidade de qualquer ataque contra os capacetes azuis no país.
Ban Ki-moon afirmou que o opositor Alassane Ouattara deve poder tomar posse na presidência, uma vez que foi o vencedor das eleições de 28 de Novembro.
Em Abidjan, as forças leais a Laurent Gbabgo patrulhavam hoje (sexta-feira) as ruas da capital econômica do país, depois um dia de violentos confrontos que causaram pelo menos 11 mortos.

Grace Mugabe processa jornalistas

A primeira-dama zimbabweana, Grace Mugabe, abriu um processo judicial contra um jornal local que publicou documentos do “WikiLeaks” em que é acusada de estar envolvida no comércio ilícito de diamantes, noticiou ontem a agência Reuters.
Segundo esta fonte, no mesmo processo a esposa do líder zimbabweano pede uma indemnização de 15 milhões de dólares norte-americanos.
A Reuters cita comunicações diplomáticas dos EUA obtidas pelo “WikiLeaks” e entregue ao semanário “Standard”, a revelarem que um executivo britânico de mineração informou que pessoas próximas ao Presidente Robert Mugabe, inclusive Grace, "extraem lucros tremendos" da mina de Chiadzwa, no leste do Zimbabwe.

Internet: Fomos pioneiros em África… hoje estamos na cauda

Em Moçambique apenas 612 mil pessoas são utentes da internet, o que representa 2.8 por cento dos pouco mais de vinte e dois milhões dos seus habitants.
Os números são fornecidos pelo Internet World Stats, um site que mede as estatísticas demográficas e de mercado da internet em mais de 230 países. Foram publicados em Agosto passado.

Que mais tem o “WikiLeaks” para nos revelar?

Com a “bomba da WIKILEAKS”, na semana passada, altas figuras do nosso Estado, actuais e passadas, foram, pura e simplesmente “despidas”, no País e internacionalmente.
A Embaixada dos Estados Unidos da América, em Maputo, já veio a público, através do seu adido de Imprensa e Cultura, mais, através da Voz da América (VOR) – a emissora oficial do Governo de Washington – reconhecer que os “telegramas” que a “WikiLeaks” divulgou, são autênticos. Não o disse expressamente, mas ao lamentar a divulgação de documentos “confidenciais” deixou claramente subentendido que os documentos são verdadeiros, muito embora se saiba que subscritos pelo então chefe da missão diplomática em Maputo, agora colocado no Afeganistão, não tenham necessariamente que ter sido todos produzidos por Todd Chapman, o então encarregado de negócios na ausência de embaixador durante todo o primeiro mandato de Armando Guebuza como chefe de Estado. São, contudo, de facto despachos oficiais americanos, assinados pelo então chefe da missão em Maputo, que entraram no sistema de apreciação que aquele País faz dos outros, neste caso específico de Moçambique. E é de se ter em conta que se trata de “inside information” (informação secreta) que só veio a público por via de quem se propõe a manter o público informado – o WikiLeaks –, designadamente a opinião pública americana que agora certamente impedirá que este assunto fique entre quatro paredes e reservado apenas para pressão política.
Em primeira e imediata análise, o que sobreleva destes “telegramas”, que saíram a público aparentemente fugindo ao controlo da encriptação americana, é que eles falam de nomes de pessoas, de grandes figuras, do sistema político e empresarial moçambicano, enquanto de outras vezes os relatórios simplesmente se limitavam a dizer que Moçambique era um grande corredor de tráfico de droga; de tráfico de influências; e de corrupção.

EUA: Gbagbo tem tempo "limitado" para deixar o poder na Cotê d'ivoire

Washington - Laurent Gbagbo, que acaba de cumprir seu mandato de presidente da Cotê d'ivoire e que como seu rival opositor se auto-proclama vencedor das últimas eleições, tem um tempo "limitado" para deixar o poder, disse um alto funcionário do governo americano, na quinta-feira.
"Deve tomar uma decisão e tem um tempo limitado para tomá-la. Queremos que tome a decisão correta e deixamos claro que o tempo para tomá-la é finito", disse o alto funcionário que pediu para não ser identificado.

Fonte: Angolapress - 17.12.2010

Laurent Gbagbo e sua esposa sob sanções da União Europeia

Bruxelas, Bélgica (PANA) - As sanções da União Europeia (UE) contra os dirigentes ivoirienses abrangem, além do Presidente Laurent Gbagbo e da sua esposa, Simone, 11 outras personalidades, precisa um comunciado publicado quinta-feira em Bruxelas, a capital da Bélgica.
Entre estas personalidades figuram o conselheiro para a Segurança, Kadet Bertin, o secretário-geral da Presidência, Désire Tagro, o presidente do Conselho Constitucional, Paul Yao N'Dré, o secretário-geral da Frente Popular Ivoiriense (FPI, no poder), Pascal Affi N'Guessan, o diretor-geral da RádioTelevisão Ivoiriense (RTI), Pierre Israel Amessou Brou, bem como oficiais superiores do Exército ivoiriense.
Estas personalidades estão proibidas de visto nos países membros da UE e os seus haveres nos bancos na Europa estão congelados.

Humilhado em nome da lei!

Por Lázaro Mabunda

“A revelação aguda do espírito de uma sociedade mede-se pela forma como trata os seus filhos”. Esta citação denota o ponto de saturação em que se encontra Manhenje, em face da situação a que está a ser sujeito.
O antigo ministro do Interior, Almerino Manhenje, vai conhecer a sua sentença a 22 de Março de 2011, depois de três dias de julgamento do propalado “Caso MINT”, no qual os réus são acusados de uso indevido dos fundos do Estado. O relatório da Inspecção Geral das Finanças apontava para desvios na ordem de 220 milhões de meticais. O acórdão do Tribunal Supremo não só retira a acusação de desvios de fundos do Estado como somente fala de crimes de violação da legalidade orçamental, em cerca 1 milhão e duzentos mil meticais.

quinta-feira, dezembro 16, 2010

Frelimo Impede Debate Parlamentar Sobre Revelações do Wikileaks

A oposição tem exigido do chefe de Estado e do governo para que esclareça o país sobre as alegações vindas a lume no portal Wikileaks.
Em Moçambique, o partido governamental reprovou, hoje, uma proposta da oposição para questionar o executivo sobre as alegações tornadas públicas pelo portal Wikileaks, envolvendo destacadas figuras do Estado em actos ilícitos, incluindo relações com narcotraficantes que operam no país. O Filipe Vieira falou com o deputado Daniel José, porta-voz da bancada parlamentar da Frelimo, a quem perguntou as razões para derrotar a moção apresentada pela oposição.
A Renamo, através do porta-voz no Parlamento, Arnaldo Chalua, lamentou a decisão da Frelimo.Posição idêntica foi assumida pelo MDM, através do seu secretário-geral, Ismael Mussá.
Entretanto, foi anunciado que o presidente Armando Guebuza irá ao Parlamento, na próxima segunda-feira, fazer um discurso sobre o estado da nação. A oposição tem exigido do chefe de Estado e do governo para que esclareça o país sobre as alegações vindas a lume no portal Wikileaks.

Fonte: Voz da América - 16.12.2010

Nota: 1. Escute aqui Daniel José porta-voz da bancada da Frelimo, recorde-se aqui o que se escreveu sobre os deputados Margarida Talapa e Teodoro Waty também da bancada da Frelimo. Escute aqui o comentário do deputado Arnaldo Chalaua da Renamo e aqui o deputado Ismael Mussá do MDM.
2. Leia também no O País online: Frelimo “chumba” convocação do Governo para esclarecer “Wikileaks” e os respectivos comentários.

Exército ivoiriense responsabiliza ONU pelas manifestações na Côte d'Ivoire

O Exército ivoiriense responsabiliza o representante especial do Secretário-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) na Côte d'Ivoire, Young-Jin Choi, pelas violências que possam surgir das marchas dos partidários de Alassane Ouattara, declarado pela Comissão Eleitoral Independente (CEI), vencedor da segunda volta do escrutínio presidencial de 28 de Novembro último, previstas para quinta e sexta-feiras em Abidjan, de acordo com .um comunicado divulgado quarta-feira à noite nas antenas da Rádio-Televisão Nacional (RTI)

Pelo menos 12 mortos nas manifestações em Abidjan, segundo Coligação Houphouetista

A Coligação dos Houphouetistas para a Democracia e a Paz (RHDP) , coligação favorável a Alassane Ouattara, que reveindica a vitória do escrutínio presidencial de 28 de Novembro último com o Presidente cessante Laurent Gbagbo, denuncia 12 mortos, feridos e detenções durante a sua marcha de quinta-feira em direção à Rádio Televisão Ivoiriense (RTI) com vista a instalar novos dirigentes nomeados pelo seu Governo.

Mortos e feridos durante marcha em Abidjan

Vários mortos e feridos foram registados após a repressão pelas Forças de Defesa e Segurança (FDS) duma manifestação de militantes da Coligação dos Houphouetistas para a Democracia e a Paz (RHDP) que marcham quinta-feira para a televisão estatal para instalar os novos dirigentes nomeados pelo Governo de Alassane Ouattara, um dos Presidentes proclamados na Côte d’Ivoire, segundo testemunhas.
"Vimos três corpos no chão sem vida entre Adjamé e Abobo", disse à PANA uma testemunha.
Por volta das 9 horas (locais e TMG) numerosos partidários de Alassane Ouattara provenientes de Abobo passaram por Adjamé para se dirigir para Cocody, onde está situada a Rádio Televisão Ivoiriense (RTI), respondendo assim ao apelo do Governo criado pelo ex-primeiro-ministro.
As FDS, que apoiam Laurent Gbagbo, igualmente proclamado Presidente pelo Conselho Constitucional, dispersaram também manifestantes na comuna de Koumassi com tiros de intimação ao ar e com bombas lacrimogéneas, causando alguns feridos.
Em Yopougon, o cordão de segurança era visível nos principais cruzamentos da comuna, onde barragens foram implantadas e mesas e pneus incendiados por jovens da RHDP.
Visto que o perímetro da RTI está cercado por um importante destacamento das FDS, o acesso à comuna de Cocody era quase impossível.
Guillaume Soro, nomeado primeiro-ministro por Alassane Ouattara, prometeu instalar-se na Primatura nas mesmas condições.
A tensão continua muito alta em Abidjan, agudizada por esta operação que visa instalar à força os dirigentes do Governo de Alassane Ouattara.

Fonte: panapress - 16.12.2010

E AGORA «SENHORES PRESIDENTES»?

Por: Gento Roque Cheleca Jr., em Bruxelas

E m apenas um ano de mandato, este Governo já teve o descaramento de rotular o seu próprio povo com vários nomes, entre eles, o de vândalo e bandoleiro; meses depois das sangrentas manifestações de 1 e 2 de Setembro voltou a chamar o seu povo de lerdo (preguiçoso) ao inventar uma campanha supérflua sobre “Diálogo Social e Cultura de Trabalho” - que é, paradoxalmente, dez vezes mais cara em relação às campanhas contra o HIV/SIDA, malária e outras epidemias mortíferas); e agora fazem-no (ao povo) dançar a marrabenta ao som do nhau (o apregoado futuro melhor, infelizmente, ainda está por vir); e, como se não bastasse o “cancro” da corrupção e o aumento do “caudal” do desemprego, fazem-no passar por drogados e/ou candogueiros da droga. Basta senhores, haja pudor! (Palavras retiradas da palestra com os meus sobrinhos).

Laurent Gbagbo: Epitome of 'Big Man Syndrome'?

By Kofi Akosah-Sarpong

Cote d’Ivoire’s President, Laurent Gbagbo, is using the country’s Constitutional Council with the backing of the military and some southern ethnic groups and elites, to cling to power. Despite the fact that he was defeated by the opposition candidate, Alassane Ouattara on December 2, Gbagbo seems to carry the African political diseases of tribalism and the Big Man syndrome.
Despite having a PHD in History, the African political diseases have destabilized Gbagbo’s rationality. In Cote d’Ivoire’s politics, these are toxic issues. Gbagbo is from the Bete ethnic group. Ouattara is from the Dioula ethnic group. Gbagbo and his associates from the south see Ouattara and his group from the north as “foreigners” or immigrants.

Moçambique, Imagem e Identidade (7)

Por: Abdul Karim, Índia
14/12/2010

Ao tentar evoluir, na Imagem e Identidade de Moçambique, num período particularmente “conturbado” para a Imagem do pais principalmente, e que tem “ligações” obvias mas não “limitadas” a Identidade do pais, não se pode deixar de analisar, um aspecto fundamental, complexo e profundo, que espero ainda continuar a desenvolver nos próximos números da serie e, que tem influencia directa na Imagem e Identidade de Moçambique, assim a definição própria de:

Caso WikiLeaks na AR - Comissão Permanente estuda proposta da Renamo de convocar o Governo

A COMISSÃO Permanente da Assembleia da República (AR) vai-se pronunciar hoje sobre a convocação ou não do Governo para, em sede do Parlamento, falar sobre as informações postas a circular pela WikiLeaks relacionadas com o envolvimento de dirigentes e empresários moçambicanos no narcotráfico.
O pedido, levantado como assunto prévio, foi feito pela bancada parlamentar da Renamo, para quem se mostra importante e pertinente os deputados, em particular, e o país, em geral, receberem esclarecimentos do Executivo em torno de “tão graves acusações”.

quarta-feira, dezembro 15, 2010

Tráfico de Drogas Brasil: Africanos Instrumentalizados pelas Redes

Os riscos não inibem o trabalho das chamadas “mulas” ou “correios”, pessoas que transportam drogas do Brasil para países da África e da Europa, muitas vezes, dentro do próprio corpo
Brasil: Forças de Segurança Invadem FavelaPrisão, abandono, morte pelas quadrilhas ou pela intoxicação resultante da ingestão de cocaína são riscos que não inibem o trabalho das chamadas “mulas” ou “correios”, pessoas que transportam drogas do Brasil para países da África e da Europa, muitas vezes, dentro do próprio corpo.

Nomeados suspeitos pela violência nas eleições no Quénia

O Procurador do TPI, Luis Moreno Ocampo nomeou seis suspeitos

O Tribunal Penal Internacional, TPI, revelou o nome de seis quenianos suspeitos de serem responsáveis pela violência pós-eleitoral de há três anos.
O Procurador daquele tribunal, Luis Moreno-Ocampo, pediu aos juízes que acusassem formalmente os suspeitos de crimes contra a humanidade, incluindo homicídio, tortura e violações.

Nigerianos Comandam o Tráfico de Drogas Dentro do Brasil

Nigerianos estabelecem, cada vez mais, bases no território brasileiro para facilitar o comando do tráfico internacional de drogas para países da África e da Europa. A informação é da Polícia Federal brasileira que tem desarticulado quadrilhas, lideradas por cidadãos originários da Nigéria, que constituem laços formais com empresas e até esposas brasileiras.

Deputados apresentam moção de censura contra embaixador americano

Um grupo de deputados depositou hoje (quarta-feira) uma moção de censura no Parlamento queniano para exigir que se chame novamente o embaixador dos Estados Unidos no Quénia, citado em várias notas diplomáticas reveladas pelo WikiLeaks, anunciou um desses parlamentares.

“Não sou e nunca me sentirei criminoso neste país”

Em plena sessão de alegações finais, Manhenje dispara:

O tribunal marcou para 22 de Março de 2011 a leitura da sentença, atendendo ao período de férias judiciais, bem como ao facto de não existirem réus presos.
Terminou, ontem, em Maputo, o julgamento do “caso Ministério do Interior”, onde três réus, nomeadamente, Almerino Manhenje, ex-ministro do Interior; Carlos Fidélis, ex-director de finanças do MINT; e Álvaro Carvalho, ex-director adjunto de finanças naquele ministério, respondem por vários crimes, com destaque para os crimes de violação da legalidade orçamental, bem como pagamento de remunerações indevidas. Assim, terminado o processo de produção da prova, e atendendo ao período das férias judiciais, bem como ao facto de não existirem réus presos, o tribunal marcou para 22 de Março de 2011 a leitura da sentença.

UE sanciona Laurent Gbagbo

Os ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia (UE) reunidos em Bruxelas decidiram aplicar sanções direcionadas ao Presidente ivoiriense, Laurent Gbagbo, doravante proibido de vistos de entrada na Europa e cujos haveres em bancos europeus serão congelados, indica um comunicado final transmitido terça-feira à imprensa em Bruxelas.
Neste documento, os chefes da diplomacia europeia precisam que estas medidas foram tomadas contra Laurent Gbagbo e seus próximos colaboradores "por se recusar a reconhecer a vitória de Alasane Ouatara na eleição presidencial" de 28 de Novembro último >>>

Fonte: panaapress - 14.12.2010

terça-feira, dezembro 14, 2010

China executa quatro “barões de droga”

O narcotráfico é um dos crimes penalizado com a morte na China, país que mais execuções realiza no mundo (entre 3.000 e 10.000 anuais)
Quatro “barões de droga” foram executados pela justiça chinesa nos últimos dias, depois do Tribunal Popular Supremo ter confirmado as penas de morte, segundo informou a máxima instância judicial chinesa, através da agência oficial Xinhua.
Os executados foram Chen Weidong, Ma Chongyang, Huang Xianmin e Guan Hui, destacou o Tribunal Supremo, que não deu detalhes sobre as execuções. As execuções fazem parte de uma campanha a nível nacional contra o narcotráfico, centrada especialmente nas regiões com maior entrada de droga na China (como as do sul e do oeste do país, fronteiriças com grandes zonas produtoras como o sudeste asiático e Ásia Central).
O narcotráfico é um dos crimes penalizado com a morte na China, país que mais execuções realiza no mundo (entre 3.000 e 10.000 anuais).
Nos últimos anos, foram condenados à morte e executados cidadãos estrangeiros por este delito no país asiático, entre eles narcotraficantes africanos, japoneses e um britânico. (Redacção)

Fonte: O País online - 14.12.2010

Malawi: Presidente Bingu wa Mutharika expulsa Joice Banda das fileiras do partido no poder

Por Faustino Igreja, em Blantyre

A Vice-Presidente do Malawi, Joyce Banda, foi este fim-de-semana expulsa do DPP, o partido governamental fundado pelo Presidente Bingu wa Mutharika em 2005, depois deste desertar da Frente Democrática Unida de Bakili Muluzi.
Joyce Banda foi expulsa do Partido por não aceitar a candidatura de Peter Mutharika, irmão mais novo do Presidente malawiano para candidato às eleicoes presidênciais de 2014.

Guillaume Soro anuncia ocupação da Primatura em Abidjan

Guillaume Soro, nomeado primeiro-ministro por Alassane Ouattara, um dos Presidentes proclamados da Côte d'Ivoire, anunciou segunda-feira a realização dum Conselho do Governo na próxima sexta-feira na Primatura, situada em Plateau, na capital ivoiriense Abidjan, soube a PANA de fonte segura.
O braço-de-ferro entre Laurent Gbagbo, proclamado Presidente pelo Conselho Constitucional, e Alassane Ouattara, declarado eleito pela Comissão Eleitoral Independente (CEI), está longe de terminar, pois os dois campos desmonstraram a sua recusa de ceder.

Gbagbo acusa “poderes estrangeiros” de manipulação

Os apoiantes de Ouattara defendem que o mesmo não deve aceitar a proposta de diálogo feita por Gbagbo enquanto não for reconhecido como Chefe do Estado.
A Costa do Marfim assistiu a uma intensificação da tensão política no passado fim-de-semana, quando o tão contestado presidente, Laurent Gbagbo, acusou enviados estrangeiros de tentarem colocar o exército do país contra ele.

Nações Unidas ameaçam impor sanções contra Côte d'Ivoire

As Nações Unidas informaram que iriam impor sanções contra qualquer pessoa que tentar obstruir o processo de paz na Côte d'Ivoire, onde o Presidente cessante, Laurent Gbagbo, recusa entregar o poder apesar do reconhecimento pela comunidade internacional da vitória do líder da oposição, Alassane Ouattara.
Num comunicado divulgado em Nova Iorque, segunda-feira, a ONU indicou que a Operação das Nações Unidas na Côte d'Ivoire (ONUCI) recebeu mandato de instalar um Comité de Acompanhamento das Sanções.

Peritos propõem Tribunal Constitucional Africano para enfrentar crises eleitorais no continente

Argel, Argélia (PANA) – Peritos reunidos em Argel segunda-feira para refletir sobre a contribuição do Painel Africano dos Sábios para os esforços de prevenção dos conflitos, propuseram a criação dum Tribunal Constitucional pela União Africana (UA) a fim de resolver crises ligadas às eleições.
Os peritos preconizaram igualmente a eliminação das ambiguidades constitucionais relativas à sucessão dum presidente em exercício, para evitar as crises políticas que se instalam em diversos países africanos e que se tornaram numa causa potencial de conflitos violentos.

Mozambique: Drugs and the U.S. Charge D'affaires

Paul Fauvet

"The value of illegal drugs passing through Mozambique is probably more than all legal foreign trade combined, according to international experts. . . (who) estimate that more than one tonne per month of cocaine and heroin are now passing through Mozambique".
Anyone reading that quote today probably assumes that it comes from the Maputo US embassy telegrams, signed by former US charge d'affairs Todd Chapman, and released last week by the whistle-blowing organisation Wikileaks.
But AIM did not need to go to Wikileaks for that quote - it comes from an article by British journalist and researcher Joe Hanlon published in the Mozambican press in 2001, years before Todd Chapman set foot in Mozambique. (The Portuguese version appeared in the independent newsheet "Metical" on 28 June 2001, and AIM published an English summary.)

segunda-feira, dezembro 13, 2010

Ministra dos Recursos Minerais defende secretismo dos contratos de mega-projectos

Os contratos que o Estado moçambicano tem com os grandes projectos continuarão um verdadeiro mistério, não obstante a pressão da opinião pública, organizações da sociedade civil e alguma oposição para sua divulgação com vista a clarificar as contrapartidas do Estado e das empresas. A ministra dos Recursos Minerais disse ao Canalmoz, sem apresentar razões, que não é correcto que os contratos sejam públicos.
A ministra diz não ver necessidade para publicação dos contratos com os mega-projectos, alegando que para perceber como é que os mesmos funcionam, basta conhecer a legislação.